03 Dezembro 2021, 09:48

1.º de Maio: OIT apelou à união de esforços para construir mundo laboral justo e digno

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Redação, 30 abr 2021 (Lusa) – O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, apelou hoje aos trabalhadores, empregadores, governos e organizações internacionais, para que unam esforços, para construir “um mundo do trabalho com justiça e dignidade para todos”.


O apelo foi feito numa declaração emitida por Guy Ryder, a propósito do Dia Internacional do Trabalhador, que se comemora no sábado.


Na declaração, divulgada pelo escritório da OIT em Lisboa, Guy Ryder salientou os efeitos nocivos da pandemia no mundo laboral.


“Este ano celebramos de novo o 1.º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, sob a sombra da pandemia da covid-19. A pandemia teve efeitos devastadores no mundo do trabalho, destruindo empregos, empresas e meios de subsistência, atirando milhões de pessoas para a pobreza e provocando um retrocesso no desenvolvimento mundial”, afirmou.


O diretor geral da OIT salientou que a crise pandémica “atingiu mais duramente as pessoas mais fracas e as mais vulneráveis, tornando um mundo desigual ainda mais desigual”.


“A pandemia e as suas consequências são uma contundente chamada de atenção para a interdependência global”, considerou.


Esta realidade “aplica-se tanto à saúde como à nossa vida profissional. Ninguém está a salvo até que todos estejam a salvo”, acrescentou Guy Ryder.


O responsável defendeu que a solidariedade é a chave para a sobrevivência e prosperidade comum, dentro e fora das fronteiras de cada país.


“Ao enfrentarmos a crise atual e ao olharmos para o futuro, uma coisa é evidente: precisamos de uma recuperação centrada no ser humano, com justiça e equidade, uma recuperação sustentável e que não deixe ninguém para trás”, disse.



RRA // EA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário