29 Junho 2022, 22:47

25 Abril: Santos Silva convida todos a visitarem o parlamento, “casa da democracia”

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 23 abr 2022 (Lusa) — O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, dirigiu hoje uma mensagem aos cidadãos, convidando todos a visitarem o parlamento, “casa da democracia”, que estará aberto ao público na tarde de 25 de Abril.


“À tarde, a Assembleia da República estará de portas abertas. A partir das 15:00 cá estarei para receber as pessoas que quiserem visitar a casa da democracia e conhecer os espaços mais importantes do trabalho dos senhores deputados e deputadas, como a Sala do Plenário, a Sala do Senado e outros espaços”, afirma Augusto Santos Silva, num vídeo hoje divulgado na sua conta oficial no Twitter.


Na segunda-feira, 25 de Abril, o Palácio de São Bento vai estar aberto ao público entre as 15:00 e as 18:h00, para visitas livres, condicionadas à capacidade dos espaços.


“É uma maneira de abrirmos a casa da democracia àqueles que a democracia serve, os cidadãos”, refere o presidente da Assembleia da República.


Augusto Santos Silva assinala que os visitantes poderão circular diretamente entre o edifício do parlamento e a residência oficial do primeiro-ministro, que também estará aberta ao público durante a tarde.


“Convido, portanto, todos e todas as interessadas a visitar a casa da democracia, esta Assembleia da República, durante a tarde do próximo dia 25 de Abril. É também uma maneira de se associarem à Revolução dos Cravos, de dizerem: Esta é a nossa democracia”, acrescenta.


Nesta mensagem de cerca de um minuto e meio, gravada na escadaria interior da Assembleia da República, Santos Silva menciona que durante a manhã decorrerá no parlamento a sessão solene comemorativa do 48.º aniversário do 25 de Abril de 1974.


“Os representantes de todos os partidos políticos farão intervenções e eu próprio e depois o Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] proferiremos discursos nessa sessão solene”, realça.



IEL // PJA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário