22 Novembro 2022, 03:42

85 militares da Força Aérea participam em missão da NATO na Islândia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 03 fev 2022 (Lusa) — Um destacamento de 85 militares da Força Aérea portuguesa e quatro aeronaves F-16M iniciaram este mês a participação numa missão da NATO na Islândia, da qual Portugal já fez parte em 2012, divulgou hoje o ramo.


Numa nota enviada às redações, o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) refere que os 85 militares e as quatro aeronaves F-16M começaram “no início deste mês, a participação na missão da NATO ‘Icelandic Air Policing’, através da Base Aérea de Keflavík, na Islândia”.


“A Força Aérea regressa, assim, à Islândia, onde já participou nesta missão em 2012, com o objetivo de garantir a presença aérea em tempo de paz, contribuir para a defesa coletiva e para um padrão comum de segurança e proteção em todo o espaço aéreo da NATO”, aditam.


A missão terá a duração de dois meses, terminando a 30 de março, e haverão “duas rotações com 85 militares destacados em cada uma”.


De acordo com informações disponibilizadas pelo EMGFA e pela Força Aérea, a defesa do espaço aéreo islandês foi, até setembro de 2006, “da responsabilidade do Estados Unidos da América”.


A partir de 2008, “(…) foi iniciada a operação entre a Islândia e a NATO, ‘Icelandic Air Policing’, que consiste no destacamento para este país, a cada quadrimestre, de um mínimo de quatro aeronaves intercetoras, para efetuar ‘Quick Reaction Alert’ [Alerta de Reação Rápida], por um mínimo de três semanas”, acrescentam.




ARYL // JPS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário