27 Setembro 2021, 14:01

Acionistas da TAP votam hoje para eleger nova administração liderada por Manuel Beja

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Redação, 24 jun 2021 (Lusa) — A assembleia-geral de acionistas da TAP vota hoje para eleger a nova administração, liderada por Manuel Beja, que vai substituir Miguel Frasquilho como presidente do Conselho de Administração da companhia.


Assim, o ponto seis da convocatória, publicada na página da transportadora, prevê “deliberar sobre a eleição dos membros dos órgãos e corpos sociais para o quadriénio 2021-2024”.


Manuel Beja, licenciado em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão, tem experiência na área de tecnologia de informação e esteve anteriormente na Novabase.


De acordo com a informação, disponível no ‘site’ da companhia aérea, os restantes nomes a propor para o Conselho de Administração são Christine Ourmieres-Widener, Ramiro Sequeira, Alexandra Reis, João Gameiro, José Manuel Silva Rodrigues, Silvia Mosquera González, Patrício Ramos Castro, Ana Teresa Lehmann, Gonçalo Monteiro Pires e João Pedro da Conceição Duarte.


Para a presidência do Conselho Fiscal é proposto o nome da Baker Tilly, PG & Associados, SROC, S.A. e para o mesmo órgão são propostos para vogais os nomes de Sérgio Sambade Nunes Rodrigues, Maria de Fátima Damásio Geada e José Manuel Fusco Gato (vogal suplente).


A informação diz ainda que para a mesa da assembleia-geral é proposto o nome de António Macedo Vitorino (presidente) e David Fernandes de Oliveira Festas (vice-presidente), enquanto para a Comissão de Vencimentos são propostos os nomes de Pedro Miguel Nascimento Ventura, Tiago Aires Mateus e Luís Manuel Delicado Cabaço Martins.


Além disso, os acionistas irão deliberar sobre os relatórios de gestão e as contas, individuais e consolidados, relativos ao exercício findo em 31 de dezembro de 2020 e proposta de aplicação de resultados.


A assembleia-geral tem ainda em cima da mesa a “ratificação da cooptação” de Fátima Castanheira Geada, “deliberada pelo Conselho de Administração em 30 de abril de 2021 para preenchimento, até a termo do exercício de funções do Conselho agora cessante, de uma das vagas abertas por efeito das renúncias de Administradores” e a “apreciação geral da administração e fiscalização da sociedade”.


Os acionistas da TAP irão debruçar-se também sobre uma proposta para “informar a assembleia-geral nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 35.º do Código das Sociedades Comerciais e, se for o caso, deliberar sobre medidas a adotar”  nomeadamente “a dissolução da sociedade, a redução do capital social para montante não inferior ao capital próprio da sociedade, com respeito do disposto no n.º 1 do artigo 96º do Código das Sociedades Comerciais, e a realização pelos acionistas de entradas para reforço da cobertura do capital”.


Por fim, os acionistas irão votar “a aprovação da deliberação do Conselho de Administração relativa ao aumento de capital social da Transportes Aéreos Portugueses, S.A. por entrada em dinheiro, no montante de 462.000.000,00 euros, exclusivamente subscrita e realizada pela República Portuguesa” com a “emissão, ao valor nominal de cinco euros de 92.400.000 novas ações ordinárias, bem como das deliberações com aquela conexas, incluindo a de não exercício do direito de preferência e a da alteração do artigo 4.º dos Estatutos da TAP”.


Será ainda apresentada uma “nota informativa sobre a política de remunerações dos membros dos órgãos de administração e fiscalização da Sociedade, aprovada pela Comissão de Vencimentos da Sociedade”.


 


ALYN (SO) // MSF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário