04 Fevereiro 2023, 09:52

Alcançado acordo para neutralidade carbónica na aviação civil até 2050

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Um acordo para alcançar a neutralidade de carbono até 2050 na aviação civil global foi hoje anunciado pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO, na sigla em inglês), uma agência especializada das Nações Unidas.

Representantes dos 193 Estados-membros da ONU chegaram a “um acordo histórico sobre uma ambiciosa meta coletiva de longo prazo de zero emissões de carbono até 2050”, anunciou a ICAO na rede social Twitter.

“É um excelente resultado”, disse à agência France Press uma fonte diplomática europeia, que especificou que “apenas quatro países, incluindo a China, manifestaram reservas”.

O transporte aéreo tem estado em destaque pelo seu papel na crise climática.

Responsável por 2,5 a 3% das emissões globais de CO2, o setor tem mostrado dificuldades em mudar para as energias renováveis, mesmo que a indústria aeronáutica e as empresas de energia estejam a trabalhar fortemente para isso.

Após o anúncio do acordo, o Conselho Internacional de Aeroportos da Europa (ACI Europe, na sigla em inglês), saudou o compromisso e pediu que sejam enviadas diretrizes aos Estados, para que implementem o acordo.

“O compromisso global da ICAO (…) é um marco importante para a indústria e para o clima. A ambição da indústria está agora finalmente a ser cumprida a nível político e a nível global. Agora precisamos que a ICAO trabalhe urgentemente em políticas e ações concretas de implementação — orientando os Estados em todo o mundo para a entrega e apoiando a indústria na transição”, disse o diretor-geral da ACI Europe, Olivier Jankovec, citado em comunicado.

Sem comentários

deixar um comentário