20 Setembro 2021, 05:30

Amorim fala em “responsabilidade” e diz que Sporting está “muito melhor”

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 30 jul 2021 (Lusa) — O treinador Rúben Amorim disse hoje que o Sporting terá mais “responsabilidade” na época futebolística 2021/21, que arranca para os ‘leões’ no sábado, com a disputa da Supertaça, mas considera que o campeão nacional está “muito melhor”.

Na antevisão ao desafio com o Sporting de Braga, pouco se falou do duelo marcado para o Estádio Municipal de Aveiro, com as questões a ser direcionadas para algumas individualidades do plantel ‘leonino’ e para comparações com a época transata.

“O Sporting parte mais forte do que estava no ano passado. Neste momento, não sabendo como vai correr a época, mas não há qualquer dúvida de que estamos muito melhor do que no ano passado”, garantiu o técnico ‘leonino’, acrescentado que os ‘leões’ têm “jogadores melhores e mais experiência”.

Responsabilidade foi a palavra que marcou a conferência de imprensa no auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, e Rúben Amorim justificou o porquê.

“Falo em responsabilidade, porque no ano passado ninguém dava nada por nós. Temos de apresentar uma forma de jogar ainda melhor, portanto a responsabilidade aumenta. Não estamos ao mesmo nível dos nossos rivais, nem temos o mesmo orçamento, nem a mesma experiência”, explicou.

Amorim insistiu no tema, uma vez que os “adeptos querem ver algo mais” e para que “ninguém se agarre a um título [de campeão nacional], que já passou, se algo correr mal”.

Sobre o oponente de sábado, o ex-técnico dos bracarenses lembra que os minhotos “cresceram muito e conhecem a forma de jogar” do Sporting, pelo que “não haverá lugar para ilusões, diante um adversário que será preciso ter em conta em todos os jogos”.

A Supertaça terá como ponto alto o regresso dos adeptos aos estádios em Portugal, sendo que apenas 33% da lotação do Municipal de Aveiro, ou seja, cerca de 10.000 lugares, estará preenchida com espetadores de ambos os clubes.

“Os jogadores são inteligentes, mas ainda não viveram isso [de ter adeptos], têm de estar preparados. Em alguns momentos vamos sentir assobios, sabem que vão passar por isso. Temos de estar preparados, faz parte de jogar num clube grande, mas o pensamento aqui é muito positivo”, observou.

A saída do médio João Mário para o rival Benfica foi outro dos temas abordados pelo treinador campeão nacional, que indicou as diferenças para os nomes que ficaram no plantel, casos de Daniel Bragança, Matheus Nunes e Bruno Tabata.

“[João Mário] tem uma experiência diferente, muito anos ao alto nível, segura bem a bola, não perde. O Dani tem um talento enorme, margem de crescimento muito grande. O Matheus é muito mais rápido, muito mais forte a jogar entre linhas, a receber a bola e a arrancar para ir para o espaço. O Sporting está bem, não carece de qualquer outro tipo de jogador para ali [meio-campo]. E temos o Tabata, o melhor dos médios a jogar de costas para a baliza”, concluiu.

O encontro entre o Sporting e o Sporting de Braga, da 43.ª edição da supertaça Cândido de Oliveira em futebol, está marcado para sábado, no Estádio Municipal de Aveiro, com início às 20:45.

AJC // AJO

Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário