09 Setembro 2022, 06:36

Ano letivo arranca com professores atribuídos a 97,7 por cento dos horários, listas já disponíveis

Filipa Júlio Administrator

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O ministro da Educação, João Costa, anunciou há momentos que a um mês do arranque letivo estão atribuídos professores a 97,7 por cento dos 13 101 horários pedidos pelas escolas, sendo 7099 dos quais novos professores e 5692 em regime de mobilidade interna.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“Conseguimos fazer esta colocação mais cedo do que o quer normal de forma a dar mais tempo a pessoas onde vão estar a lecionar e organizar a sua vida. Normalmente acontecia quase em vésperas do início das aulas. Agradecemos às escolas, pois trabalharam intensamente em julho para que esta antecipação pudesse ser feita, em colaboração com a Direção Geral de Educação”, disse João Costa, em conferência de Imprensa.

O governante avançou ainda que este “foi o ano em que vincularam 3259 professores aos quadros do Ministério da Educação, mais do que o conseguido nos últimos dois anos” e que “os muitos processos de vinculação, alguns extraordinários, foi possível integrar, desde 2015, 14250 professores”.

A alteração à Lei permitiu que “os professores já colocados nas escolas com horários incompletos pudessem ter horários renovados, com a sua concordância e a das escolas”, o significa que 1104 professores nessa situação não precisam entrar no circuito dos concursos. “Dá mais estabilidade às escolas e aos professores, e ajuda que não haja professores por colocar nesses horários para os quais era, muitas vezes, difícil encontrar substitutos”, referiu o ministro.

A alteração à Lei 48/2022 permitiu que “os professores já colocados nas escolas com horários incompletos pudessem ter horários renovados, com a sua concordância e a das escolas”, o significa que 1104 professores nessa situação não precisam entrar no circuito dos concursos. “Dá mais estabilidade às escolas e aos professores, e ajuda que não haja professores por colocar nesses horários para os quais era, muitas vezes, difícil encontrar substitutos”, referiu o ministro.

“Dos horários completos de 22 horas que ficaram por preencher, 80 por cento são do mesmo grupo de recrutamento, de informática, concentrados, maioritariamente no quadro pedagógico de Lisboa, e da zona Oeste. Para esta dificuldade nesta área, e noutras que surjam ao longo do ano, permitiremos, devido à mudança de Lei, já que as escolas possam passar à contratação de escola, sem passar pelas três reservas de recrutamento que vão acontecer até ao final do ano letivo”, explicou.

O governante informou que está a ser ultimada a alteração ao processo de habilitações para a docência que vai permitir “alargar o leque de candidatos disponível para a docência em vários grupos, incluindo para a informática”.

Há ainda “25898 professores nas reservas de recrutamento, 871 correspondem a professores de quadros de zona pedagógica ou agrupamento, sem componente letiva atribuída nesta fase”.

“O resultado global, nesta altura, é um quadro com menos professores contratados, mais professores em quadro de zona pedagógica e uma folga ainda para os novos horários eque possam surgir daqui para a frente e ao longo do ano letivo”, acrescentou.

As Listas definitivas de contratação inicial já estão disponíveis em: DGAE – Listas – Listas definitivas de contratação inicial 2022-2023 (mec.pt)

Tags

Sem comentários

deixar um comentário