10 Agosto 2022, 22:23

Arouca quer desestabilizar Vitória de Guimarães para regressar aos pontos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Arouca, Aveiro, 18 fev 2022 (Lusa) — O Arouca e o Vitória de Guimarães “assemelham-se pelo momento que atravessam”, analisou hoje o treinador arouquense, que quer deixar o adversário “intranquilo” para conseguir pontuar e fugir à zona de despromoção da I Liga portuguesa de futebol.


Na conferência de imprensa de antevisão à partida da 23.ª jornada, agendada para sábado, Armando Evangelista abordou a inconsistência que marca o momento das duas equipas, sendo que os vitorianos têm duas vitórias, duas derrotas e um empate nos últimos cinco jogos, e o Arouca, depois de vencer no Estoril e empatar em Famalicão, perdeu nas receções ao FC Porto (2-0) e ao Marítimo (3-0), nas últimas duas rondas.


“São duas equipas que não estão dentro dos objetivos traçados. Os objetivos são diferentes e vai ser uma luta tremenda pelos pontos. O que nos temos proposto é fazer melhor do que na primeira volta e neste momento estamos iguais”, disse.


Por outro lado, o técnico considerou que o Vitória terá o mesmo objetivo: “Do outro lado, vamos ter uma equipa que luta pela Europa, ainda não está dentro do objetivo e, por isso, vão ser duas equipas à procura de pontos e boas exibições.”


Relativamente ao adversário, Evangelista referiu que os vimaranenses têm “mudado muito o seu ‘onze’ em virtude de castigos, lesões, casos de covid-19” e saídas, daí a formação de Pepa ter “oscilado entre grandes exibições e outras menos conseguidas”.


“Temos de ser nós a colocá-los em desconforto para que não possam arrancar para uma boa exibição. Vai depender da nossa entrada. Sabemos a exigência da massa adepta do Vitória. Por vezes, tornam os jogadores intranquilos e é isso que temos de fazer. Fazer o nosso jogo e tirar-lhes a bola. Quanto menos tempo estiverem em posse, mais intranquilos vão estar e queremos aproveitar isso para os surpreender”, explicou.


No que toca a limitações para a próxima partida, Arsénio viu o quinto cartão amarelo e falha a deslocação a Guimarães, juntando-se ao lote de indisponíveis composto por Sema Velásquez, Yaw Moses, Fernando Castro, Oday Dabbagh e Wellington Nem. David Simão vai ser convocado, mas não é certo que pise o relvado.


A visita ao Estádio D. Afonso Henriques marca novo regresso de Evangelista ao emblema que o formou como jogador e treinador.


“Não é a primeira vez e, quando somos profissionais, temos que saber lidar com isso. É uma casa que me diz muito, que respeito muito e de que cresci a gostar. Agora sou treinador do Arouca e quero o bem do Arouca. Nestes jogos, esse sentimento não se coloca. É uma casa que respeito muito, mas respeito mais o Arouca”, apontou.


O Arouca, 17.º e penúltimo classificado, com 18 pontos, visita no sábado o Vitória de Guimarães, sexto, com 30 pontos, num encontro que será dirigido pelo árbitro Artur Soares Dias, da Associação de Futebol do Porto.



AXYG // MO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário