10 Setembro 2022, 07:37

Auriol Dongmo bate recorde de Portugal de pista coberta com melhor marca mundial do ano

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A lançadora Auriol Dongmo bateu hoje o recorde nacional do peso em pista coberta, nos Campeonatos de Portugal, em Pombal, conseguindo igualmente a melhor marca mundial do ano.

A atleta olímpica portuguesa lançou a 19,90 metros no seu sexto e último lançamento, batendo, pela segunda vez no concurso, o recorde nacional, depois de já ter lançado a 19,68 – a anterior melhor marca era de 19,65.

“Estou feliz, claro, com esta marca. Mas claro que queria mais, porque, no treino, lanço muito mais do que isto. Não saiu hoje, mas vou continuar a trabalhar para a próxima vez”, referiu Dongmo.

Com o lançamento hoje conseguido em Pombal, a portuguesa passa a ter a melhor marca mundial do ano, ultrapassando a neerlandesa Jessica Schilder (19,72).

Para Dongmo, esta marca dá-lhe “mais motivação e vontade” para que os Mundiais de pista coberta, em Belgrado, de 18 a 20 de março, cheguem depressa, embora reconheça que tem de fazer mais para chegar às medalhas.

“Para chegar ao pódio mundial tenho de chegar aos 20, se não, é impossível”, referiu.

Jessica Inchude (18,03 metros), do Sporting, foi segunda classificada, e Eliana Bandeira (17,14), do Benfica, foi terceira.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário