28 Setembro 2021, 17:17

Autárquicas: Distrital PS/Porto anuncia Francisco Vieira de Carvalho como candidato à Maia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

A distrital do PS do Porto revelou hoje que o candidato à Câmara da Maia é Francisco Vieira de Carvalho, que atualmente lidera a oposição naquele concelho pelo PS/JPP, uma coligação que vai repetir-se nas autárquicas deste ano.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a estrutura distrital socialista do Porto avança que “o independente Francisco Vieira de Carvalho foi escolhido pela Comissão Permanente do PS como candidato à Câmara Municipal da Maia”, no distrito do Porto.



Este anúncio acontece um dia depois de ter sido tornado público que a Comissão Permanente do PS avocou a escolha do candidato à Câmara da Maia, o que na prática significou que a estrutura nacional chumbou o nome da professora universitária Teresa Almadanim para candidata, que já tinha sido anunciada pelas estruturas locais.

No comunicado, a distrital PS do Porto aproveita para recordar que “Vieira de Carvalho foi já o candidato apoiado pelo PS em 2017, tendo alcançado 36,6% dos votos”.

“[Ficou] a 3% de conseguir a vitória nesta autarquia”, sublinha o PS/Porto.

A agência Lusa contactou Francisco Vieira de Carvalho no sentido de obter um comentário, mas até ao momento sem sucesso.

O PS/Porto acrescenta que, “tal como aconteceu em 2017, a candidatura será suportada por uma coligação entre o PS e o JPP”, que “está a ser ultimada”.

“A Comissão Permanente articulará agora com a Federação Distrital do Porto e com a Comissão Política Concelhia da Maia o desenvolvimento do processo eleitoral, criando condições de mobilização que permitam uma solução vencedora”, conclui.

Francisco Vieira de Carvalho é atualmente vereador sem pelouro na Câmara da Maia, onde encabeça a oposição ao executivo liderado pela coligação PSD/CDS-PP.

Nas autárquicas de 2017, a coligação PS/JPP conquistou cinco mandatos e a coligação vencedora elegeu seis.

Francisco Vieira de Carvalho substitui Teresa Almadanim na corrida à Câmara da Maia, depois desta ter sido anunciada a 10 de maio.

Em comunicado, a concelhia do PS da Maia referia que, com Teresa Almadanim, pretendia apresentar “um projeto diferenciador e inovador, alicerçado numa candidatura de valores, íntegra e com uma candidata séria, reconhecida na Maia, com um perfil de autarca moderno”, que asseguraria “o objetivo de ganhar a Câmara”.

No mesmo dia, um grupo de militantes do PS da Maia entregou uma queixa à Comissão de Jurisdição do partido pelos “atropelos” na escolha da candidata, disse à Lusa o porta-voz dos subscritores, Andrade Ferreira.

Em causa estava a forma como decorreu a sessão da concelhia do PS da Maia em que foi definido o candidato e o facto de não ter sido aceite pela mesa um requerimento que sugeria a candidatura de Francisco Vieira de Carvalho.

“O que se passou deve envergonhar o partido. Apresentei um requerimento cinco dias antes da reunião com a sugestão de um nome [o de Francisco Vieira de Carvalho]. É um direito que me assiste. O José Francisco [Vieira de Carvalho] fez um trabalho notável. O nome, pelo menos, devia ser discutido, mas recebi resposta da mesa a inviabilizar o meu requerimento a 15 minutos da reunião”, descreveu.

Na terça-feira à noite, Teresa Almadanim avançou à Lusa a decisão de retirar a candidatura à Câmara da Maia, justificando que tomou conhecimento da decisão da nacional do partido pelo presidente do PS/Maia, mas, “no mínimo e por uma questão de cortesia”, aguardava ser contactada pela estrutura nacional.

O PS/Maia reagiu à avocação do candidato, com críticas para a estrutura nacional, designadamente porque esta “entende que a mais de 300 quilómetros sabe o que é melhor para a Maia”, disse o presidente da concelhia, Paulo Rocha.

A candidatura do PS/JPP soma-se às já conhecidas candidaturas do atual presidente, António Silva Tiago (PSD/CDS-PP), do jornalista Alfredo Maia (CDU), do mediador de seguros Silvestre Pereira (Bloco de Esquerda) e do empresário André Pedro Almeida (Chega).

Sem comentários

deixar um comentário