04 Julho 2022, 00:40

Autoridade de Aviação de Macau “muito atenta” a acidente aéreo no sul da China

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 22 mar 2022 (Lusa) — A Autoridade de Aviação Civil de Macau (AACM) informou hoje que “vai estar muito atenta” ao desenrolar das investigações da queda de um avião da companhia aérea China Eastern no sul do país.


Apenas serviços de carga estrangeiros a fazer a ligação entre a capital da Malásia, Kuala Lumpur, e Macau, operam no território aviões Boeing 737-800, modelo envolvido no acidente que ocorreu perto da cidade de Wuzhou, no sul da província de Guangxi, revelou a AACM num ‘e-mail’ enviado à Lusa.


Questionado sobre se este acidente vai levar à suspensão da operação destes aviões em Macau, o departamento responsável pelo controlo e regulação do tráfego aéreo local disse que “vai acompanhar a avaliação feita por outras autoridades aeronáuticas para referência”.


A imprensa estatal chinesa comunicou que todos os modelos da Boeing 737-800 da frota da China Eastern estão parados, numa medida considerada pouco comum por especialistas em aviação, a menos que haja provas de um problema com o modelo.


O voo MU5735, que ligava Kunming, capital da província de Yunnan, e Guangzhou, capital da província de Cantão, caiu na segunda-feira cerca de uma hora depois de partir.


A bordo seguiam 132 pessoas, 123 passageiros e nove tripulantes, indicou a Administração da Aviação Civil da China. De acordo com a televisão estatal chinesa CCTV, não foram encontrados, até ao momento, quaisquer sobreviventes.



CAD // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário