04 Dezembro 2021, 05:29

Baião prevê investir 5,2 ME em 10 anos na defesa da floresta contra incêndios

Mundo Atual AdministratorKeymaster

A Câmara de Baião informou que o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), hoje aprovado, prevê um investimento de cerca de 5,2 milhões de euros, até 2030.

Num comunicado, aquela autarquia do distrito do Porto indica que o valor se refere ao investimento monetário direto e à disponibilização de recursos humanos e técnicos.

Estes recursos serão suportados pelas entidades envolvidas, nomeadamente a Câmara de Baião e a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e Infraestruturas de Portugal, entre outras.



O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, citado no comunicado, destacou a “grande importância e o caráter estrutural” do plano.

O autarca elogiou a qualidade do documento técnico produzido pelos serviços municipais responsáveis por esta área, “em diálogo e cooperação com as entidades da proteção civil”.

Entre as várias ações propostas no plano, a autarquia destaca a gestão de combustíveis (execução de limpezas e fogo controlado em locais estratégicos), a abertura ou beneficiação da rede viária florestal, a construção de pontos de água de apoio ao combate, a vigilância e deteção de incêndios, a fiscalização do espaço florestal e a sensibilização dos cidadãos para a defesa da floresta.

O documento será remetido ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) para colher parecer vinculativo, seguindo-se um processo de consulta pública, aprovação em Assembleia Municipal e publicação em Diário da República.

Sem comentários

deixar um comentário