10 Setembro 2022, 05:36

Base neerlandês Charlon Kloof continua no basquetebol do FC Porto

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O base internacional neerlandês Charlon Kloof vai continuar no FC Porto, informaram hoje os vice-campeões nacionais de basquetebol, garantindo a quarta renovação para 2022/23, após Francisco Amarante, Vlad Voytso e Diogo Runge.

“Estou feliz por renovar e poder voltar ao FC Porto. Sinto-me ansioso por regressar e por começar a trabalhar. Sinto-me muito motivado, ainda mais do que no ano passado, e estou focado nos primeiros passos que terei de dar. Vou conhecer os novos colegas de equipa, o novo treinador e temos de nos certificar de que juntos estamos mais fortes”, afiançou o atleta, de 32 anos, em declarações ao sítio oficial dos ‘dragões’ na Internet.

Charlon Kloof teve médias de 10,8 pontos, 4,2 assistências e 3,3 ressaltos por jogo ao longo da derradeira edição do campeonato nacional, que foi conquistado pelo Benfica, face ao FC Porto, por 3-1, numa final do ‘play-off’ disputada à melhor de cinco partidas.

“Nunca sabemos o que esperar, mas ouvi muitas coisas boas sobre Fernando Sá como treinador e pessoa. Para mim, isso é o mais importante. Se uma boa pessoa conhecer o jogo havemos de nos entender”, terminou o base neerlandês, que vai iniciar a segunda temporada nos ‘azuis e brancos’, a primeira às ordens do sucessor de Moncho López.

Sem comentários

deixar um comentário