26 Janeiro 2022, 14:37

Belenenses diz que conduta da SAD causa “danos irreparáveis” ao clube

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 30 nov 2021 (Lusa) — O Belenenses, do Campeonato de Portugal, defendeu hoje que a conduta do Belenenses SAD, da I Liga portuguesa de futebol, causa “danos irreparáveis” ao clube do Restelo, apelando novamente ao fim da associação entre as duas organizações.


Em comunicado, a direção do clube lamentou que “o seu emblema e o seu nome estejam a ser conotados com um dos mais tristes episódios de que há memória no futebol português”, em alusão ao jogo Belenenses SAD-Benfica, da 12.ª jornada da I Liga, que terminou aos 48 minutos, por falta de jogadores dos ‘azuis’, devido a um surto do coronavírus SARS-CoV-2.


“[O Belenenses] Há muito que não quer estar ligado aos comportamentos, às opções estratégicas, às práticas empresariais, à ausência de cultura desportiva, às opiniões públicas e a tudo o que anima e move os donos e gestores da B-SAD”, sublinham.


Relembrando não ter “qualquer vínculo ou ligação à B-SAD”, o clube presidido por Patrick Morais de Carvalho repudiou que a sociedade liderada por Rui Pedro Soares “insista em se apresentar perante o mundo como Belenenses e que a Liga Portugal seja cúmplice nesse atentado à identidade, nome, valores e marcas d’Os Belenenses”.


“A confundibilidade promovida pela B-SAD e pela Liga Portugal, com a conivência ativa de alguns órgãos de comunicação social, provoca sérios danos à reputação secular d’Os Belenenses, conquistada com o esforço e suor de milhares de atletas e adeptos”, consideram.


O Belenenses espera que “este vergonhoso acontecimento traga, finalmente, à consciência de todos aqueles que, seja por lapso ou com intenção, identificam a B-SAD com Os Belenenses de que essa associação não é verdadeira, não é correta e ofende quotidianamente Os Belenenses, atletas, funcionários, sócios, adeptos e a verdade do desporto”.


No sábado, o Belenenses SAD entrou em campo com apenas nove jogadores disponíveis para defrontar o Benfica – dois deles guarda-redes -, devido a um surto do novo coronavírus que atingiu o plantel.


O encontro foi suspenso no início da segunda parte, aos 48 minutos, depois de os ‘azuis’ terem ficado sem o número mínimo de futebolistas legalmente exigido para o desenrolar de um jogo (sete).


Para a segunda parte do encontro, o Belenenses SAD regressou com apenas sete atletas, mas a lesão de mais um jogador originou o fim do encontro, que o Benfica vencia por 7-0.


O clube e a SAD dos ‘azuis’ estão afastados desde o início da temporada 2018/19, quando o protocolo de utilização do Restelo pela SAD terminou e esta mudou a equipa profissional para o Estádio Nacional, no Jamor.


A Codecity, detida por Rui Pedro Soares, comprou 51% da SAD do Belenenses em 2012, mas as duas partes acabaram por entrar em litígio, seguindo-se várias ações em tribunal, com o clube a tentar impedir que a SAD usasse o seu nome e símbolos, tendo vendido, em julho de 2020, os 10% de capital que ainda possuía na sociedade.


No final de outubro, o Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa decidiu que as duas entidades já não possuem qualquer ligação identitária.


 


DYRP // RPC


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário