17 Setembro 2021, 07:10

Benfica vence Sporting e sagra-se octacampeão de hóquei em patins feminino

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O Benfica sagrou-se hoje campeão português feminino de hóquei em patins, pela oitava vez consecutiva, ao vencer por 8-5 o Sporting na «negra» do «play-off» do título, na Luz, com quatro golos da argentina Flor Felamini.

O Sporting marcou primeiro, o Benfica deu a volta e passou para a frente com uma vantagem de três golos, aos 4-1, mas a formação leonina recuperou e empatou a 4-4 ainda antes do intervalo, lançando a incerteza para a segunda parte, que terminou favorável ao campeão nacional por 8-5.

O encontro teve um início frenético, com o Sporting a adiantar-se no marcador através de uma grande penalidade por Ana Catarina Ferreira (0-1), aos 18 segundos, e o Benfica a empatar por Marlene Sousa (1-1), ainda dentro do primeiro minuto.

Uma boa atitude ‘encarnada’ permitiu a reviravolta e elevar a vantagem para três golos, aos 4-1, com dois golos da argentina Flor Felamini, aos quatro e aos oito minutos, na conversão de uma grande penalidade, e um de Maria Sofia Silva, aos nove.

O Benfica, até então a explorar com sucesso os erros do Sporting, abrandou o ritmo e disso tirou partido a formação leonina para assumir o controlo do jogo e criar situações de perigo para a baliza defendida por Maria Celeste Vieira.

O Sporting reduziu para 4-2 na conversão de uma grande penalidade por Rita Lopes, aos 14 minutos, no minuto seguinte a Maria Celeste Vieira ter negado o golo a Ana Catarina Ferreira na tentativa de conversão do castigo máximo.

Ainda antes do intervalo, a formação leonina reduziu a desvantagem e empatou com golos de Rute Lopes (4-3), aos 15 minutos, após uma tabela com a irmã Rita, e Sofia Moncóvio (4-4), aos 20, com a colaboração infeliz da argentina Agustina Fernández.

Na segunda parte, a argentina Flor Felamini, aos 32 minutos, com alguma felicidade no ressalto, desfez a igualdade e colocou o Benfica novamente em vantagem, aos 5-4, e falhou, logo de seguida, a conversão de uma grande penalidade para dilatar a diferença.

O Benfica, mais eficaz na tomada de decisões, tirou partido dos espaços concedidos pela formação leonina, que procurava o empate, para abrir a vantagem com dois golos de Marlene Sousa (6-4), aos 42 minutos, e Flor Felamini (7-4), aos 43, naquele que foi o quarto da conta pessoal da argentina.

A dois minutos do fim do encontro, Sofia Moncóvio ainda reduziu para o Sporting, fazendo o 7-5, mas no último minuto foi ainda o Benfica que marcou por Ana Catarina Ferreira (8-5), que estabeleceu o resultado final na conversão de um livre direto.

Após não ter sido atribuído título em 2019/20, devido à pandemia de Covid-19, o Benfica retomou a sua hegemonia no campeonato nacional com o oitavo título consecutivo, alcançado no terceiro e decisivo jogo da final com o Sporting.

Sem comentários

deixar um comentário