04 Fevereiro 2023, 04:12

Benfica vence Sporting em basquetebol e mantém invencibilidade

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Benfica manteve hoje a invencibilidade no campeonato de basquetebol, ao triunfar no dérbi lisboeta em atraso da primeira jornada, em casa do rival Sporting, por 89-78, somando a 10.ª vitória em outros tantos jogos.

O terceiro período foi determinante para definir o vencedor, com um parcial de 20-7 a favor do conjunto da Luz, que teve Aaron Broussard em maior destaque, ao apontar 27 pontos, enquanto Travante Williams, do lado da equipa ‘verde e branca’, apontou 24.

O Benfica segue assim confortável na liderança da tabela classificativa, com 20 pontos, infligindo a segunda derrota do Sporting — perdeu 91-89 em casa do FC Porto -, que é segundo, com 18, os mesmos da Ovarense, com os ‘dragões’ com 17 e menos um jogo.

Pautado por um forte equilíbrio inicial, o dérbi lisboeta desde cedo imprimiu um ritmo alto na partida, numa altura em que sobretudo Travante Williams foi o destaque, com cestos que impediam o Benfica de ‘fugir’ no marcador — dos 12 primeiros pontos dos ‘leões’, 10 foram da autoria do jogador recentemente naturalizado como português.

Foram constantes as trocas na liderança do resultado, mas os ‘encarnados’ acabaram por ‘fechar’ o primeiro período na frente (23-25), embora os ‘leões’ tenham reagido logo a abrir o segundo período, chegando à vantagem por duas vezes (31-29 e 33-31).

Aos 33-33, Ivan Almeida falhou dois lançamentos livres, numa sequência de erros consecutivos do Benfica, mas o Sporting apenas foi capaz de assumir nova vantagem aos 43-42, embora as ‘águias’ tenham empatado a 46-46, a poucos segundos do intervalo.

O reatamento trouxe um Sporting totalmente diferente do da primeira parte, em que a vantagem 51-50 foi o único ponto positivo, pois o Benfica, depois disso, superiorizou-se em todos os momentos do jogo.

A formação de Pedro Nuno Monteiro ‘desapareceu’ da partida, contra um Benfica a ‘todo o gás’, como comprova o parcial de 16-2 que colocou a equipa de Norberto Alves com uma vantagem considerável de 13 pontos no final do terceiro período do jogo (66-53).

A diferença pontual deixou o Benfica confortável para o derradeiro parcial da partida e a vantagem chegou a ser de 16 pontos várias vezes, a última das quais aos 80-64, até o Sporting esboçar uma reação nos minutos finais, que amenizou o desaire (89-78).

Jogo realizado no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Sporting — Benfica, 78-89.

Ao intervalo: 46-46.

Sob a arbitragem de Sérgio Silva, José Abreu e Pedro Maia, as equipas alinharam e marcaram:

– Sporting (78): Marcus Lovett (11), Travante Williams (24), João Fernandes (10), Isaiah Armwood (11) e Marko Loncovic. Jogaram ainda, DJ Fenner (8), Diogo Ventura (5), Ricardo Monteiro (3) e António Monteiro (6).

Treinador: Pedro Nuno Monteiro.

– Benfica (89): Aaron Broussard (27), Toney Douglas (11), Betinho (6), Ivan Almeida (17) e Terrell Carter (10). Jogaram ainda, Makram Ben Romdhane (6), James Ellisor (10), José Barbosa (2) e Tomás Barroso.

Treinador: Norberto Alves.

Marcha do marcador: 23-25 (primeiro período), 46-46 (intervalo), 53-66 (terceiro período) e 78-89 (resultado final).

Assistência: Cerca de 1.500 espetadores.

Sem comentários

deixar um comentário