22 Outubro 2021, 08:00

BNU em Macau com lucro de 11,3 ME no primeiro trimestre, menos 20,8% que em 2020

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 14 mai 2021 (Lusa) – O Banco Nacional Ultramarino (BNU) em Macau registou lucros de 109,4 milhões de patacas (11,3 milhões de euros) no primeiro trimestre, menos 20,8% em termos anuais, assinalou hoje a instituição.


“Por comparação com março de 2020, os resultados foram inevitavelmente afetados pela redução das taxas de juro por comparação com os níveis que vigoraram durante grande parte do primeiro trimestre de 2020”, pode ler-se na mesma nota.


O BNU salientou que, “não obstante o dinamismo evidenciado pelo crescimento do crédito a clientes (+7,8% por comparação com março de 2020)” a “descida generalizada das taxas de juro afetou negativamente a margem financeira”, que diminuiu 19,4%.


A instituição bancária sublinhou ainda que continua “a apresentar uma grande solidez com um rácio de solvabilidade de 20,5%”.


Em 2020, o BNU anunciou lucros de 420,3 milhões de patacas (43,5 milhões de euros), uma perda de 41,7% quando comprado com os resultados de 2019, antes da pandemia do novo coronavírus, que afetou a economia global e a capital mundial do jogo.


O BNU, do Grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD) é, juntamente com o Banco da China, banco emissor de moeda em Macau.


Além de Macau, o BNU está também presente na China continental, em Xangai e em Hengquin (ilha da Montanha), Zhuhai.



JMC // MIM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário