29 Janeiro 2022, 14:07

Bolsa de Lisboa segue em baixa com EDP e EDP Renováveis a liderarem perdas

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 06 jan 2022 (Lusa) — A bolsa de Lisboa seguia hoje em baixa, mantendo a tendência de abertura, com o principal índice, o PSI20, a descer 1,11% para 5.590,03 pontos, com a EDP e a EDP Renováveis a liderarem as perdas.


Pelas 09:30, o PSI20 recuava 1,11% e encontrava-se nos 5.590,03 pontos.


À mesma hora, 16 “papéis” desciam e três subiam.


A liderar as descidas estava a EDP, que recuava 2,99% para 4,61 euros, sendo seguida pela EDP Renováveis, que descia 2,71% para 20,08 euros, e pela Corticeira Amorim, que se desvalorizava 2,30% para 11,04 euros.


No “vermelho” estavam ainda a Altri (-1,58% para 5,60 euros), a Pharol (-1,38% para 0,08 euros), a Sonae (-1,36% para 1,02 euros) e a NOS (-1,35% para 3,37 euros).


A desvalorizar-se estavam também a Greenvolt (-1,26% para 6,29 euros), a Mota-Engil (-1,23% para 1,28 euros) e a Navigator (-1,12% para 3,35 euros).


Com perdas abaixo de 1,00%, estavam o BCP (-0,78% para 0,15 euros), a Semapa (-0,67% para 11,78 euros), os CTT (-0,55% para 4,52 euros) e a Galp (-0,49% para 9,26 euros).


REN (-0,39% para 2,53 euros) e Jerónimo Martins (-0,34% para 20,54 euros) também registavam perdas.


Em sentido inverso, a Ibersol liderava as subidas, com uma valorização de 0,77% para 5,24 euros, seguindo-se a Novabase, que crescia 0,74% para 5,46 euros, e a Ramada, que subia 0,27% para 7,32 euros.


Na quarta-feira, a Bolsa de Lisboa fechou em baixa, com o índice PSI20 a cair 0,31% para 5.652,68 pontos, tendo a EDP Renováveis liderado as descidas pelo segundo dia consecutivo.


As principais bolsas europeias negociavam hoje em baixa, afetadas pelas quedas acentuadas de Wall Street na quarta-feira, após as conclusões da última reunião de política monetária da Reserva Federal norte-americana.


A nível cambial, o euro abriu no mercado de câmbios de Frankfurt a cotar-se a 1,1309 dólares, contra 1,1305 dólares na quarta-feira e 1,1196 dólares em 24 de novembro, um mínimo desde julho de 2020, e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.


O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu em ligeira baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 80,40 dólares, depois de fechar a 80,80 dólares na quarta-feira.



JYO // CSJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário