06 Agosto 2021, 00:58

Britânicos consideram que ‘Brexit’ facilitou resposta à pandemia covid-19

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Londres, 23 jun 2021 (Lusa) – A maioria dos britânicos, incluindo pró-europeus, pensa que a saída da União Europeia (UE) teve um impacto positivo na resposta à pandemia covid-19, indica um estudo de opinião divulgado hoje pela empresa de sondagens Ipsos MORI. 


Segundo o estudo, 48% dos inquiridos afirmaram que o ‘Brexit’ permitiu uma resposta melhor à pandemia, sobretudo em termos de vacinação, 14% disseram que foi pior e 38% pensam que não fez diferença. 


Entre os pró-europeus, 31% afirmaram que estar fora da UE favoreceu a resposta britânica ao novo coronavírus, contra 22% que pensam que o ‘Brexit’ agravou a situação, enquanto 62% dos eurocéticos estão convencidos de que ajudou. 


“Mesmo entre os ‘remainers’ [pró-europeus] há uma maioria que diz que foi melhor do que pior. É sobretudo a vacinação e a perceção pública que está a influenciar a opinião”, não a ideia de que o Reino Unido geriu melhor a crise do que a UE, explicou Kelly Beaver, diretora do departamento de assuntos públicos da Ipsos MORI. 


Embora tenha o maior número oficial de mortes de covid-19 na Europa, mais de 128 mil mortos, o Reino Unido é um dos países mais avançados em termos de vacinação, com 82% dos adultos vacinados com uma primeira dose e 60% totalmente imunizados. 


A especialista falava no debate “Opinião Pública e Brexit’ organizado pelo grupo de académicos UK in a Changing Europe.  


No geral, disse Beaver, a UE e o ‘Brexit’ deixou de ser uma prioridade para os britânicos, mais preocupados com a pandemia, a economia e o sistema de saúde, e 60% admitem não ter sentido diferença desde a saída do bloco europeu. 


Concretizado o processo de saída, as posições dos britânicos começam a esbater-se, mas ainda existe animosidade contra aqueles que votaram em sentido contrário e a perceção sobre o impacto é influenciada pela forma como votaram no referendo. 


“O ‘Brexit’ não desapareceu e as pessoas sabem-no, mas alguns dos impactos pessoais que previam não aconteceram (ainda)”, concluiu. 


Completam-se hoje cinco anos desde o referendo à saída do Reino Unido da UE, em 23 de junho de 2016, quando 51,9% dos eleitores votaram a favor do ‘Brexit’ e 48,1% votaram pela permanência. 


Uma outra sondagem, publicada pela empresa Savanta ComRes, descobriu que se o referendo fosse repetido hoje, o resultado seria quase idêntico, com 51% a favor do ‘Brexit’ e 49% pela permanência na UE, após excluídos os indecisos.


Esta sondagem mostra também que a opinião pública continua dividida, com 31% a julgar que o ‘Brexit’ foi um sucesso e 34% que pensam que foi um fracasso, enquanto 26% consideram que não foi nem uma coisa nem a outra. 



BM // EL


Lusa/fim 

Sem comentários

deixar um comentário