03 Dezembro 2021, 02:00

Cabo Verde fechou 2020 com recorde de 1.244 MEuro de investimentos externos contratados

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 26 fev 2021 (Lusa) – Cabo Verde fechou em 2020 um recorde de investimentos externos de 1.244 milhões de euros, num total de 27 projetos que estimam a criação de 12.435 postos de trabalho, segundo o vice-primeiro-ministro, Olavo Correia.


“Este resultado considerável é o mais elevado da história de Cabo Verde, e uma forte indicação que, com a implementação desses projetos, combinado com os grandes investimentos privados, haverá um forte crescimento económico nos próximos anos”, afirmou hoje Olavo Correia, que é também ministro das Finanças.


De acordo com o governante, em todo o ano de 2020, a Cabo Verde TradeInvest — entidade estatal que assegura a promoção e captação de investimentos externos para o arquipélago – concretizou um “volume recorde de investimento em projetos aprovados”. Totalizaram, até ao último dia de dezembro, 1.244.333.816 euros e 12.435 postos de trabalho “que deverão ser criados no decorrer da implementação dos mesmos”.


“O papel do Estado é cada vez mais de promotor e facilitador de processos de criação de riqueza, amiga de investimentos do setor privado que geram cada vez mais empregos, prosperidade e desenvolvimento do Cabo Verde”, defendeu Olavo Correia.


Globalmente, foram aprovados 27 projetos em 2020, sendo quatro convenções de estabelecimento, registo que compara com os 488.298.562 euros e 1.952 postos de trabalho em projetos de investimento externo fechados pela Cabo Verde TradeInvest em 2019.


O valor de investimento externo captado por Cabo Verde em 2020 duplica ainda o recorde anterior, de 2017, quando foram captados 600.877.434 euros, com previsão de 6.689 postos de trabalho.


Em 2020, um único projeto de investimento fechado com a Cabo Verde TradeInvest está orçado em 500 milhões de euros e envolveu a assinatura da convenção de estabelecimento do “Little África Maio”, que vai ser construído nos próximos três anos na ilha com o mesmo nome pelo grupo Internacional Holding Cabo Verde (IHCV). Trata-se do maior investimento turístico privado de sempre em Cabo Verde e prevê gerar 4.000 empregos.


O turismo, setor que representa 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, mas que está parado desde março de 2020 devido às restrições da pandemia de covid-19, representa 80% do investimento externo contratado com a Cabo Verde TradeInvest, seguido pela indústria, com 19%.


Nestes projetos de investimento, as exportações de grogue, aguardente de cana-de-açúcar típica de Cabo Verde, e seus derivados, mais do que duplicaram, acrescenta a informação divulgada pelo vice-primeiro-ministro.



PVJ // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário