23 Dezembro 2022, 15:45

Câmara de Gaia lança concurso para concessão do autocarro anfíbio

A Estrada Nacional 222 está congestionada. Os acessos à autoestrada também. O transporte fluvial é uma forma de utilizar o rio e fazer a viagem em menos tempo. No início, as pessoas podem considerar estranho, mas é preciso criar essa mentalidade.

 

Está dado mais um passo na concretização de um novo serviço de transporte público de passageiros no Rio Douro. Depois de ter sido apresentado em 2018, pela Câmara de Gaia, o autocarro anfíbio está agora mais perto de se tornar uma realidade, após ter recebido parecer favorável da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, em novembro do ano passado.

Assim, na próxima segunda-feira, dia 18, em reunião de Câmara, o Executivo de Eduardo Vítor Rodrigues vai aprovar o “concurso público para a concessão do serviço público de transporte fluvial de passageiros na via navegável do Douro”.

A travessia será feita entre Crestuma e o Cais de Gaia, com quatro viagens diárias, de manhã e ao final do dia, numa viagem que tem duração estimada de 40 minutos, todos os dias uteis. A lotação será de 45 passageiros (mais o motorista). Está também acertada a integração da bilhética Andante.

A ideia do autocarro anfíbio foi importada das cidades holandesas de Amesterdão e Roterdão, onde o transporte fluvial é muito utilizado, uma opção que no caso de Gaia tem como objetivo “retirar carros das estradas”.

“A Estrada Nacional 222 está congestionada. Os acessos à autoestrada também. O transporte fluvial é uma forma de utilizar o rio e fazer a viagem em menos tempo. No início, as pessoas podem considerar estranho, mas é preciso criar essa mentalidade”, defendeu Eduardo Vítor Rodrigues, na altura da apresentação do projeto.

 

 

 

deixar um comentário