28 Setembro 2021, 18:16

Câmara de Santo Tirso aprova contas de 2020 com saldo positivo de 205 mil euros

mundoatual AdministratorKeymaster

O relatório e contas de 2020 da Câmara de Santo Tirso, com um saldo positivo de 205 mil euros e uma redução da dívida de 3,7 milhões de euros, foi hoje aprovado com os votos contra do PSD/CDS.

Em comunicado, a autarquia explicou a redução do saldo positivo de 2,9 milhões de euros em 2019 para 205 mil euros no último exercício com o “aumento dos gastos em transferências e subsídios (1,5 milhões de euros), a diminuição dos ganhos provenientes da receita de prestação de serviços (250 mil euros) e das transferências e subsídios (300 mil euros)”.

O executivo liderado pelo socialista Alberto Costa apresentou também uma “redução da dívida global municipal, verificando-se uma descida de 3,7 milhões de euros em relação ao ano anterior”.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“Esta redução abrangeu quer a dívida de médio e longo prazo, referente aos empréstimos bancários, que passou de 17,2 milhões para 15,2 milhões de euros, quer a de curto prazo, relativa aos fornecedores, que desceu de 9,5 milhões para 7,9 milhões de euros”, acrescenta o documento.

Citado pelo comunicado, o autarca sublinhou que “desde 2013, já foram abatidos à dívida 10 milhões de euros, o que significa uma redução de 30%”.

Em 2020, a autarquia transferiu para as freguesias do concelho “o valor mais alto de sempre, na ordem dos 3,3 milhões de euros, quase duplicando o montante do ano anterior, que se tinha cifrado nos 1,7 milhões”, frisa o Município.

Apesar dos constrangimentos causados pela necessidade de dar “resposta à pandemia de Covid-19 e, depois, com os apoios económicos e sociais dirigidos às famílias e às empresas”, a autarquia transferiu o montante mais alto de sempre “para fazer face ao programa de erradicação de ruas em terra em todo o território municipal”, realçou o autarca.

A poupança corrente, continua o documento, “atingiu valores históricos ao ascender a 12 milhões de euros, transferidos para despesas de capital/investimento”, enquanto em matéria de investimentos, 2020 “fechou com uma execução de 10,6 milhões de euros”.

A taxa de execução do orçamento atingiu, em 2020, os 84%, um crescimento de 7,5% comparativamente com 2019, enquanto a taxa de execução da receita foi de 85% e a da despesa se cifrou nos 83%, lê-se ainda no comunicado.

Sem comentários

deixar um comentário