22 Outubro 2021, 10:04

Campanha de comercialização da castanha de caju na Guiné-Bissau começa hoje

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 07 abr 2021 (Lusa) – A campanha de comercialização e exportação da castanha de caju na Guiné-Bissau arranca hoje com um preço mínimo de referência ao produtor de 360 francos cfa (cerca de 0,54 euros).


O Governo guineense anunciou na semana passada que a campanha do principal produto de exportação do país arrancava hoje, destacando também que a base tributária é de 850 dólares (cerca de 723 euros) por tonelada.


A castanha de caju é o principal produto de exportação da Guiné-Bissau, motor do crescimento económico do país, e da qual depende direta ou indiretamente 80% da população guineense.


A Guiné-Bissau exportou em 2020 cerca de 154 mil toneladas de castanha de caju, menos 20,9% do que em 2019, e quase toda com destino à Índia, refere um relatório da Agência Nacional de Caju (ANCA).


Segundo a Agência Nacional de Caju, a diminuição das toneladas exportadas representou uma perda de 34 milhões de euros.


A diminuição da quantidade de castanha de caju exportada foi diretamente afetada pela pandemia provocada pelo novo coronavírus, nomeadamente devido ao impacto das medidas restritivas a nível nacional, mas também mundial.



MSE // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário