15 Maio 2022, 13:21

Campeão Max Verstappen conquista primeira ‘pole’ do ano na Fórmula 1

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Imola, Itália, 22 abr 2022 (Lusa) — Max Verstappen conquistou hoje a sua primeira ‘pole position’ da temporada de Fórmula 1, ao ser o mais rápido na qualificação da ‘sprint race’ de sábado do GP da Emilia Romagna, a primeira prova com este formato.


Numa sessão interrompida diversas vezes devido a vários acidentes, o piloto holandês da Red Bull obteve o melhor tempo em 1.27,999 minutos, superando o registo do monegasco Charles Leclerc (Ferrari) em 0,779 segundos, quando ainda faltavam mais de dois minutos para o final da sessão, numa altura em que a pista, afetada pela queda intermitente de chuva, começava a secar.


No entanto, uma saída de pista do finlandês Valtteri Bottas (Alfa Romeo) levou a mais uma interrupção da sessão com bandeiras vermelhas.


Os pilotos tinham tempo ainda para mais uma volta de instalação e uma derradeira tentativa de volta rápida.


Contudo, o britânico Lando Norris (McLaren), que assinaria o terceiro melhor tempo, a 1,132 segundos de Verstappen, também saiu de pista quando faltavam 38 segundos para o final, levando à interrupção definitiva da sessão, o que impossibilitou Charles Leclerc de fazer a derradeira tentativa de ‘roubar’ a primeira ‘pole position’ do ano ao campeão em título.


A chuva que se foi abatendo sobre o circuito de Imola, que este fim de semana recebe a quarta ronda do Mundial de Fórmula 1, chegou a colocar em perigo a realização da qualificação para a corrida ‘sprint’ de sábado, mais curta (apenas 100 quilómetros), e que estabelecerá a composição da grelha de partida para a corrida principal, a disputar no domingo.


Esta é a primeira de três provas que em 2022 terão este formato, introduzido pela primeira vez em 2021 (as restantes serão na Áustria e no Brasil).


Ao contrário do que acontecia no ano passado, em 2022 a sprint race vai atribuir oito pontos ao vencedor, reduzindo-se um ponto por cada lugar adicional até ao oitavo classificado.


A sessão de qualificação de hoje foi bastante acidentada. O despiste do espanhol Carlos Sainz (Ferrari) foi dos mais violentos, deixando o Ferrari no 10.º lugar.


Na derradeira fase da qualificação, a Q3, o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) voltou a provocar nova interrupção, quando nenhum piloto tinha ainda estabelecido qualquer volta rápida, ao fazer uma incursão pela gravilha.


O constante’ para-arranca’ da sessão tornou mais difícil aos pilotos manterem os pneus à temperatura ideal, o que foi provocando mais acidentes, como o de Norris, que pôs um ponto final no dia de trabalho.


“Tentei colocar os pneus na temperatura mas puxei demasiado na volta de saída. É uma pena ter acabado assim”, lamentou o piloto britânico, que ainda terminou em terceiro.


Max Verstappen explicou que “esta é uma pista que castiga o mínimo erro”, pois os muros estão muito perto do asfalto.


Ainda assim, mostrou-se “satisfeito com a ‘pole position'”, a 14.ª da carreira.


O dia correu muito mal para os dois Mercedes, com o britânico George Russell a terminar apenas em 11.º, enquanto o seu compatriota Lewis Hamilton não foi além da 17.ª posição.



AGYR // VR


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário