07 Outubro 2022, 06:45

Campeonatos de natação terminam com 10 recordes nacionais absolutos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Coimbra, 03 abr 2022 (Lusa) — Os campeonatos nacionais de piscina longa terminaram hoje com 10 recordes nacionais absolutos, num dia marcado pelas duas vezes em que Diogo Ribeiro, nos 50 metros mariposa, e Camila Rebelo, nos 200 metros costas, estabeleceram novos máximos.


O nadador do Benfica e a nadadora do Louzan Natação/EFAPEL alcançaram novos máximos nas finais de hoje, depois de já o terem conseguido nos 100 metros livres, por duas vezes, e nos 100 metros costas, respetivamente, com João Costa a fazê-lo ainda nos 100 metros costas, Miguel Nascimento a igualar a melhor marca nos 50 metros livres e Ana Pinho Rodrigues a bater por duas vezes a marca dos 50 bruços.


Após ter concluído a eliminatória em 23,69 segundos, marca suficiente para ‘destronar’ o recorde de Simão Morgado que vigorava desde 05 de abril de 2009 (23,72 segundos), Diogo Ribeiro quebrou o seu máximo recém-estabelecido na final, ao sagrar-se campeão nacional com um tempo de 23,54 segundos.


Após bater o também benfiquista Miguel Nascimento, segundo classificado, com marca de 23,86 segundos, e de Glauber Silva (Foca Quinta da Lixa), com 24,55 segundos, o júnior de 17 anos encerrou os campeonatos com quatro recordes nacionais absolutos — dois nos 100 metros livres e dois nos 50 mariposa — e ainda seis novos máximos em juniores.


Com mínimos para os Europeus absolutos de Roma, em agosto de 2022, e para os europeus e mundiais de juniores, Diogo Ribeiro assumiu o objetivo de alcançar o pódio no europeu de juniores, em declarações aos canais da Federação Portuguesa de Natação (FPN).


“É um balanço superpositivo. Os meus treinadores estão também de parabéns. Agora o objetivo é nadar para um ‘top-3’ no Europeu de juniores e para uma final no Mundial de juniores”, afirmou.


Também Camila Rebelo bateu o recorde nacional na eliminatória, ao percorrer a distância de 200 metros costas em 02.15,00 minutos, menos duas centésimas de segundo face ao que Rita Frischknecht conseguira em 09 de fevereiro de 2020, e baixou essa marca em mais de três segundos na final que a consagrou como campeã nacional.


A nadadora do Louzan Natação/EFAPEL cumpriu a prova decisiva em 2.11,18 minutos, marca que lhe valeu os mínimos para os Europeus de Roma e que lhe permitiu superar por mais de oito segundos a vice-campeã Catarina Mestre (Natação de Lisboa), que fez 2.19,47 minutos, e a terceira classificada Ana Ramos (FC Porto), com 2.21,57 minutos.


Para a atleta, os dois títulos nacionais e os três recordes nacionais absolutos são o “produto de muito trabalho” que lhe permitiu ‘baixar’ da casa dos 02.15 minutos em que nadava “há dois anos” para a casa dos 02.11 minutos e confessou ter o “sonho” de participar nos Jogos Olímpicos.


Também o nadador Francisco Santos, do Sporting, alcançou os mínimos para os Europeus de Roma em 200 metros costas, ao vencer a final com um tempo de 1.59,10 minutos.


Para o diretor desportivo da federação, José Machado, os quatro dias de campeonatos nacionais no Centro Olímpico das Piscinas Municipais de Coimbra tiveram “um conjunto de resultados fora de série”, que comprovam o aparecimento de “vários nadadores com potencial para o alto rendimento”.


“É importante saber que há um lote muito promissor de valores por todo o país e que têm em conjunto a mesma vontade de mudar o paradigma da natação portuguesa. (…) A natação portuguesa pode sonhar mais alto do que ser apenas campeão de trimestre, Península ou de algum outro grupo. A meta é uma final olímpica e isso ainda continua muito distante”, realçou.


 


Pódios seniores do quarto e último dia:


Masculinos:


– 50 metros mariposa:


1. Diogo Ribeiro (Benfica), 23,54 segundos.


2. Miguel Nascimento (Benfica), 23,86.


3. Glauber Silva (Foca Quinta da Lixa), 24,55.


 


– 200 metros bruços:


1. Rafael Simões (Sporting de Braga), 2.17,85 minutos.


2. António Mendes (Sporting), 2.19,90.


3. Rodrigo Cabrito (Belenenses), 2.23,63.


 


– 200 metros costas:


1. Francisco Santos (Sporting), 1.59,10 minutos.


2. João Costa (Vitória de Guimarães), 1.59,74.


3. João Fernandes (Belenenses), 2.08,86.


 


– 400 metros livres:


1. Tomás Veloso (Náutico Académico), 4.00,61 segundos.


2. Tomás Lopes (Vitória de Guimarães), 4.00,66.


3. Gustavo Pires (União de Coimbra), 4.01,04.


 


Femininos:


– 50 metros mariposa:


1. Carolina Fernandes (Galitos/Bresimar), 27,53 minutos.


2. Mariana Cunha (Colégio Efanor), 27,61.


3. Ana Pinho Rodrigues (Escola Desportiva de Viana), 27,70.


 


– 200 metros livres:


1. Francisca Martins (Foca Quinta da Lixa), 2.01,85 minutos.


2. Letícia André (Benfica), 2.02,65.


3. Tamila Holub (Sporting de Braga), 2.02,97.


 


– 200 metros bruços:


1. Raquel Pereira (Benfica), 2.28,29 minutos.


2. Madalena Cerdeira (Sporting), 2.33,15.


3. Lidiana Correia (Belenenses), 2.35,26.


 


– 200 metros costas:


1. Camila Rebelo (Louzan Natação), 2.11,18 minutos.


2. Catarina Mestre (Natação de Lisboa), 2.19,47.


3. Ana Ramos (FC Porto), 2.21,57.


 


TYME // NFO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário