29 Novembro 2021, 21:51

Candidata presidencial pereuana volta a falar em fraude e rejeita resultados

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lima, 11 jul 2021 (Lusa) – A candidata peruana de Keiko Fujimori disse no sábado que não aceitará “uma fraude nas urnas” no país, como acredita que acontecerá se Pedro Castillo for proclamado vencedor das eleições presidenciais que foram disputadas a 06 de junho.


“Estamos aqui para dar uma mensagem clara e contundente. Dizem que dentro de poucas horas ou dentro de poucos dias vão realizar a fraude à mesa e nós dizemos-lhes que não a vamos aceitar”, disse Fujimori durante um comício realizado no centro histórico de Lima.


Diante de um grupo de apoiantes, a candidata questionou mais uma vez o trabalho do Júri Nacional Eleitoral (JNE), que acredita não estar a rever adequadamente as acusações de fraude que ela e os seus aliados políticos fizeram.


Fujimori alegou desde o dia seguinte ao processo eleitoral que foi vítima de “fraude sistemática”, da qual não apresentou provas credíveis, e pediu a anulação de cerca de 200.000 votos de áreas onde Castillo obteve um voto esmagador.


A contagem oficial da segunda volta mostrou que Castillo obteve pouco mais de 40.000 votos do que Fujimori, embora o júri eleitoral ainda não tenha proclamado vencedor das eleições porque tem de terminar de resolver os desafios apresentados pela candidata.


Nenhum organismo de observação eleitoral encontrou sinais de “fraude”, enquanto países e instituições como a União Europeia, os Estados Unidos, o Reino Unido e o Canadá expressaram a sua confiança no sistema eleitoral peruano e que as eleições peruanas foram livres e justas.



MIM // MIM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário