08 Outubro 2022, 08:50

Casa da Música com programação “intensa e variada” para últimos meses do ano

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A Casa da Música, no Porto, vai ter uma programação “intensa e variada”, nos últimos meses do ano, destacando-se a despedida do verão e os regressos do Outono em Jazz e do Ciclo de Piano.

Apresentada no final da manhã de hoje, a programação até setembro daquela casa de espetáculos continua com o tema da temporada deste ano – o Amor – e apresenta 83 concertos, com oito obras em estreia mundial ou nacional.

Definida pelo diretor artístico da Casa da Música, António Jorge Pacheco, como sendo composta por “uma grande oferta diversificada, com vários artistas” e como “um regresso à normalidade intensa”, a programação integra nomes como Sylvain Cambreling, Christian Zacharias, Kit Armstrong ou a apresentação de obras de Rebecca Saunders (compositora em residência este ano), Solange Azevedo, Justé Janulyté, António Pinho Vargas, Philippe Manoury e Erkki-Sven Tüür.

Os últimos quatro meses do ano abrem hoje com um espetáculo na esplanada da Casa da Música, por Patche Di Rima, e sábado com o concerto da Orquestra Sinfónica do Porto (OSP) Casa da Música na Avenida dos Aliados, com obras de Rossini, Franz Von Suppé, Brahms e Tchaikovsky.

O ciclo Pares Amorosos, concertos para dois solistas e orquestra, arranca dia 13, com o Remix Ensamble, com o pianista Jonathan Ayerst e o percussionista Miquel Bernat, dirigidos pelo maestro Sylvain Cambreling.

Em outubro, celebra-se o Dia Mundial da Música, dia 01, com um espetáculo da OSP, sob direção musical do russo Vassily Sinaisky, para interpretar obras de Beethoven, em particular a Sinfonia n.º 3, “Heroica”.

Outubro assinala igualmente o regresso do ciclo de piano, arrancando com um concerto de Beatrice Rana, numa programação que, até ao final do ano, leva à Casa da Música pianistas como Kit Armstrong, António Rosado e Dmitri Shishkin.

Outubro é também o mês do Outono em Jazz, que, naquela que será a sua 8.ª edição, conta com artistas nacionais e estrangeiros, com destaque para o reencontro da Orquestra Jazz de Matosinhos com o Remix Ensamble para a apresentação, em estreia mundial, de uma composição de Erkki-Sven Tüür (dia 23 de outubro).

A 17.ª edição do À Volta do Barroco é outro destaque do último quadrimestre de 2022 na Casa da Música e traz ao Porto a polifonia renascentista de Giovanni Pierluigi Palestrina, pelo Coro Casa da Música ou um concerto da Orquestra Barroca com o maestro Andreas Staier e o violinista Ilya Gringolts.

O Misty Fest também marca a programação dos últimos meses na Casa da Música, com concertos de Joe Rainey e Low (31 de outubro), Rita Vian (05 de novembro) e Christian Löffler & Detect Ensemble e Joep Beving (09 de novembro).

Em dezembro, destaque para a celebração do Natal na Casa da Música, com a apresentação de “Cinderela”, de Charles Perrault, a estreia da maestrina Delyana Lazarova na direção da OSP.

Sem comentários

deixar um comentário