31 Julho 2022, 21:22

Centenas de casas destruídas por incêndios no estado do Colorado nos EUA

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Superior, Estados Unidos, 31 dez 2021 (Lusa) – Centenas de casas foram destruídas pelos incêndios no estado norte-americano do Colorado, fustigado por ventos fortes e a sofrer uma seca histórica, disseram na quinta-feira as autoridades.


“Cerca de 370 casas em Sagamore foram destruídas. É possível que 210 casas tenham sido destruídas na zona antiga da cidade de Superior”, disse o xerife Joe Pelle, do condado de Boulder, em conferência de imprensa.


Boulder, com mais de 100 mil habitantes, situa-se a cerca de 50 quilómetros (km) de Denver, capital do Colorado, no oeste dos Estados Unidos.


A seca registada no estado facilitou muito a propagação das chamas. Pelo menos 648 hectares de vegetação arderam em Boulder.


O serviço meteorológico norte-americano disse que as rajadas de vento estavam a atingir 170 km/hora em algumas áreas, complicando os esforços dos bombeiros na luta contra as chamas.


“Gostaria de salientar a dimensão e a intensidade deste incêndio numa área tão densamente povoada. Não ficaríamos surpreendidos se houvesse feridos ou mortos”, avisou Joe Pelle.


Milhares de residentes receberam ordens para sair das suas casas na quinta-feira, incluindo em Louisville, com 20 mil habitantes.


“Se estiver na área, aja rapidamente”, alertaram os serviços de emergência de Boulder.


“Ventos fortes estão a espalhar as chamas rapidamente e todos os aviões ficaram em terra”, escreveu o governador do estado, Jared Polis, na rede social Twitter.


Outra cidade visada pela ordem de evacuação, Superior, com 13 mil habitantes, ficou coberta, na quinta-feira, por uma nuvem negra de fumo, como demonstram imagens publicadas nas redes sociais.


Louisville e Superior são cidades vizinhas e situam-se a cerca de 32 quilómetros de Denver.


O incêndio que lavra a noroeste de Superior é um dos vários que deflagraram, na quinta-feira, naquela zona, alguns dos quais provocados pela queda de linhas de alta tensão, quando o vento atingiu 169 km/hora.


A cordilheira Front Rage, onde vive a maioria da população do Colorado, teve um outono extremamente seco e ameno, e o inverno, até agora, tem continuado seco. No entanto está prevista neve na sexta-feira para a região.



EJ (JRS) // EJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário