03 Julho 2022, 23:59

Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho abre a 08 de março

© AMÂNDIA QUEIRÓS | MUNDO ATUAL
LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O futuro Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho abre a 08 de março em Vila Nova de Gaia, com mais cinco espaços para partos, informou hoje à Lusa fonte do hospital.

Em causa está a passagem de alguns serviços de Ginecologia/Obstetrícia e Ortopedia que atualmente estão na Unidade II, conhecida como antigo Hospital Distrital Vila Nova de Gaia, localizada no centro do concelho junto ao tribunal, para a Unidade I, conhecida como Hospital Eduardo Santos Silva, que fica no Monte da Virgem.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O internamento, agora designado “cirurgia mulheres”, irá para o novo equipamento no Monte da Virgem, mas as consultas de Obstetrícia e Ginecologia permanecerão no polo localizado perto do tribunal de Gaia.

Na unidade I, o novo Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho terá serviço de urgência Obstétrica e Ginecológica, bloco de partos, bloco operatório, uma unidade de Neonatologia e Cuidados Intensivos Neonatais, dois quartos de isolamento, bem como zonas de internamento de Ginecologia, Obstetrícia, Pediatria e Cirurgia Pediátrica.

A capacidade total do equipamento é de 82 camas e 16 incubadoras.

Em resposta à agência Lusa, o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) especificou que o bloco de partos passará de quatro para nove ‘boxes’.

O futuro Centro Materno Infantil de Gaia e Espinho, que abre a 08 de março na unidade principal do CHVNG/E, fica a cerca de três quilómetros das instalações antigas, onde se manterão algumas valências.

Na Unidade II, no centro da cidade, permanecerá a atividade de ambulatório, consultas programadas de Ginecologia, Obstetrícia e Pediatria, a unidade de procriação medicamente assistida, a Unidade Diagnóstico Pré-Natal e a consulta de Ortopedia.

Questionado sobre se esta divisão de serviços poderá obrigar a recorrer a transporte, o CHVNG/E garantiu que “os serviços de internamento ou urgência ligados à saúde da mulher ficarão exclusivamente no novo edifício hospitalar, pelo que não haverá necessidade de transporte em ambulância”.

“Foi exatamente para isto que foi construído: garantia da segurança da utente internada”, completou.

Na Unidade I, os quartos serão individuais e “com amenidades que permitem a permanência de um acompanhante desde a admissão até à alta”, concluiu.

Quanto à Ortopedia, as consultas mantêm-se na unidade no centro da cidade, mas o internamento passará para o Hospital Santos Silva, estimando-se um aumento na capacidade de 31%.

“Atualmente o serviço de ortopedia possui 41 camas de internamento. Com a mudança para a Unidade I passará a dispor de 54 camas [30 na antiga cirurgia homens e 24 no antigo internamento de otorrinolaringologia]”, especificou, à Lusa, o CHVNG/E.

A fase C de requalificação do CHNVG/E teve financiamento a 75% do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER – Norte 2020).

A empreitada teve um custo total de 14,6 milhões de euros, sendo que 11,6 foram gastos na construção da infraestrutura, 2,4 na aquisição de equipamentos e eletromedicina, e 528 mil euros em tecnologias da informação.

Sem comentários

deixar um comentário