27 Setembro 2021, 23:44

Centros de vacinação em Lisboa com horário alargado a partir de segunda-feira

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Os centros municipais de vacinação de Lisboa vão passar a funcionar mais uma hora por dia, a partir de segunda-feira e, em julho, estarão abertos 14 horas diárias, das 08h00 às 22h00, incluindo fins de semana, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Câmara de Lisboa informa que, a partir da próxima segunda-feira, 21 de junho, os centros de vacinação contra a Covid-19, que atualmente estão a funcionar nove horas por dia, estarão abertos 10 horas.

O Município acrescenta que, num segundo momento, na primeira semana de julho, os centros de vacinação passam a funcionar 14 horas diárias, das 08h00 às 22h00, incluindo sábados e domingos.

“Esta medida significa um potencial de mais 15 mil doses ministradas por semana”, refere a mesma nota, salientando que na última semana foram administradas 39 mil doses, quase o dobro do que era habitual anteriormente.

Será ainda operacionalizado um processo de vacinação especial para as comunidades migrantes, indica a Câmara, sustentando que existem mais de 12.000 migrantes a aguardar atribuição de número de utente do SNS.

A Câmara de Lisboa, presidida por Fernando Medina (PS) destaca ainda que os enfermeiros contratados pelo município “passarão a desempenhar tarefas realizadas até agora apenas pelos enfermeiros do SNS [Serviço Nacional de Saúde], reforçando a capacidade operativa do corpo misto de enfermagem e garantindo maior capacidade de resposta, possibilitando mais horas de serviço”.

Além disso, será reaberto o pavilhão 3 do Estádio Universitário de Lisboa, “que será operado pelas Forças Armadas, com um regime de agendamento distinto, significando esta medida um potencial de cerca de mais sete mil vacinas por semana”.

A autarquia lisboeta tem sete centros de vacinação em funcionamento, nos quais já foram administradas mais de 320.000 vacinas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.824.885 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.055 pessoas dos 850.395 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

TYS // MCL

Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário