12 Setembro 2022, 23:01

China reabre embaixada na Nicarágua

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Manágua, 01 jan 2022 (Lusa) – A China reabriu na sexta-feira a embaixada na Nicarágua, três semanas depois de os dois países terem restabelecido as relações diplomáticas, interrompidas desde 1990.


“Sejam bem-vindos à nossa Nicarágua… com a certeza que os nossos dois países têm perante eles um futuro de êxitos e vitórias”, declarou o ministro dos Negócios Estrangeiros nicaraguense, Denis Moncada, na cerimónia de abertura, destacando este “ato memorável”.


O Governo chinês abriu a embaixada depois de ter restabelecido as relações com a Nicarágua, que em 09 de dezembro passou a reconhecer uma “única China”, dirigida por Pequim, deixando de reconhecer Taiwan, que Pequim considera parte do seu território.


A ilha tem um governo autónomo desde 1949, data em que as tropas nacionalistas chinesas ali se refugiaram depois de terem sido derrotadas pelas forças comunistas no continente. Pequim considera “uma missão histórica” conseguir a “reunificação completa da China”.


Atualmente, Taiwan é reconhecido apenas por 14 Estados e tem vindo a intensificar os intercâmbios com países que não reconhecem oficialmente a ilha como um país.


Em 1990, as relações entre a Nicarágua e a China foram rompidas pelo Governo da antiga Presidente Violeta Chamorro, que escolheu reconhecer oficialmente Taiwan.


O restabelecimento das relações diplomáticas entre Manágua e Pequim aconteceu quando os Estados Unidos e a UE estão a intensificar as sanções contra o Governo de Daniel Ortega, eleito para um quarto mandato consecutivo, em 07 de novembro, enquanto os principais rivais do líder nicaraguense se encontram detidos.



EJ // EJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário