10 Outubro 2022, 16:50

Chuvas de monção matam 40 pessoas no norte da Índia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



As chuvas de monção no norte da Índia provocaram 40 mortos e mais de um dezena de desaparecidos nos últimos três dias, anunciaram hoje as autoridades indianas.

As áreas mais afetadas são os estados de Himachal Pradesh e Uttarakhand, onde têm ocorrido inundações repentinas, cheias e deslizamentos de terras.

As chuvas intensas inundaram centenas de aldeias e estradas, e destruíram pontes em algumas partes daqueles dois estados atravessados pelos Himalaias.

Segundo um balanço oficial citado pela agência norte-americana AP, 36 pessoas morreram no estado de Himachal Pradesh.

Centenas de residentes refugiaram-se em campos de acolhimento depois de as suas casas terem ficado inundadas.

No estado vizinho de Uttarakhand, a chuva intensa fez transbordar rios e as águas arrastaram algumas casas, havendo o registo de quatro mortos e 13 desaparecidos.

O Departamento de Meteorologia indiano previu que chuvas fortes a muito fortes continuarão a cair na região durante os próximos dois dias.

Equipas de socorro estavam a retirar pessoas que ficaram isoladas pelas cheias em ambos os estados, segundo as autoridades.

Desastres causados por deslizamentos de terras e inundações são comuns no norte dos Himalaias durante a época das monções, de junho a setembro.

Os cientistas dizem que estes fenómenos estão a tornar-se mais frequentes, uma vez que o aquecimento global afeta os glaciares.

No ano passado, as cheias repentinas mataram quase 200 pessoas na região.

Sem comentários

deixar um comentário