09 Dezembro 2021, 04:35

Coligação militar reivindica a morte de mais 165 houthis no Iémen

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Riade, 17 out 2021 (Lusa) — A coligação militar liderada pela Arábia Saudita no Iémen anunciou hoje que matou mais de 165 houthis em ataques na cidade estratégica de Marib, onde os combates já provocaram cerca de mil mortes nos últimos dias.


Os ataques da coligação militar “destruíram 10 veículos militares e mataram mais de 165 elementos terroristas” nas últimas 24 horas em Al-Abdiya, disse a coligação, num comunicado.


Ao longo dos últimos dias, a coligação tem anunciado diariamente dezenas de mortes de rebeldes na região, enquanto as forças militares avançam na direção de Marib, a cidade que se tornou o último reduto do Governo no norte do Iémen.


Por sua vez, na rede social Twitter, os houthis garantiram hoje que tomaram várias frentes à volta de Marib, incluindo Al-Abdiya, uma zona que foi alvo de intensos ataques nos últimos dias e onde já morreram cerca de mil pessoas.


Os dois campos travam uma guerra devastadora desde 2014, quando os houthis tomaram a capital Sanaã, no norte do país, e desde 2015 que a coligação liderada pelos sauditas interveio para apoiar as forças leais ao regime.


A guerra no Iémen mergulhou o país mais pobre da Península Arábica na pior crise humanitária do mundo, segundo a Organização das Nações Unidas, levando a população à beira da fome.


Dezenas de milhares de pessoas, a maioria delas civis, foram mortas e milhões deslocadas desde o início do conflito.


Quase 10.000 pessoas foram deslocadas, apenas em setembro, na província de Marib, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM).



RJP //


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário