06 Dezembro 2022, 20:08

Conceição muda meia equipa e FC Porto vence Gil Vicente por 2-0

© MUNDO ATUAL
mundoatual AdministratorKeymaster

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O FC Porto voltou hoje aos triunfos na I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 2-0 na visita ao Gil Vicente, com golos de Taremi e Galeno, em jogo da quinta jornada da prova.

Depois de na jornada passada ter averbado a primeira derrota da época, o FC Porto com uma boa exibição, em especial na primeira parte onde foi demolidor, voltou aos triunfos em Barcelos.

Sérgio Conceição fez alterações em cerca de meia equipa relativamente à jornada anterior, com as entradas no 11 inicial de Wendell, David Carmo, Eustáquio, Galeno e Toni Martinez.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Os portistas ditaram o ritmo de jogo desde o primeiro apito do árbitro João Pinheiro, mas, nos primeiros 20 minutos, sentiu dificuldades para ‘furar’ a retaguarda barcelense, tendo ainda de lidar com transições rápidas gilistas, uma delas na origem da mais clara oportunidade do golo a abrir.

Uma das novidades no ‘onze’ gilista, a par do lateral direito Hackman e do médio Aburjania, o extremo Bilel, isolado a passe de Fujimoto, viu o golo ser-lhe negado por Diogo Costa, ao minuto sete.

Os ‘galos’ de Barcelos continuaram a tentar o contragolpe assim que ganhavam a bola, mas o FC Porto corrigiu os erros na definição dos ataques com o avanço do cronómetro e, depois da primeira ameaça de Otávio, ao minuto 20, avolumou o número de oportunidades, entre dois golos anulados a Toni Martínez, aos minutos 18 e 35.

O cabeceamento de Uribe a rasar o poste ao minuto 39 antecipou o pontapé de Taremi a ‘sacudir’ uma ‘onda’ de duelos aéreos na área gilista, dois minutos depois: com o esférico à mercê, o avançado iraniano colocou a bola em arco junto ao poste esquerdo, fora do alcance de Andrew.

Sem resposta dos gilistas, os ‘dragões’ mantiveram o ascendente até ao intervalo e marcaram de novo, num ataque definido com critério, em que Taremi deu para Estáquio, antes de o médio servir Galeno para o ‘encosto’ decisivo.

Perante a desvantagem e o rendimento até então apresentado pelo Gil Vicente, o treinador Ivo Vieira operou quatro substituições ao intervalo, fazendo entrar Danilo, Tomás Araújo, Pedro Tiba e Kevin Medina, mas os riscos assumidos no início da construção de jogo levaram a perdas de bola que quase ditaram o terceiro golo portista ao minuto 47, quando Toni Martínez rematou para defesa de Andrew.

Os pupilos de Sérgio Conceição mantiveram a ‘corrente’ ofensiva da primeira parte, mas com menos qualidade na decisão à medida que a etapa complementar progredia, em contraponto com os homens de Barcelos, que ameaçaram o golo num remate de longe de Pedro Tiba, ao minuto 62, e num cabeceamento de Fran Navarro para defesa instintiva de Diogo Costa, aos 75.

O FC Porto isolou-se provisoriamente no terceiro lugar, com 12 pontos, a três do líder Benfica e a um do Sporting de Braga, podendo ser igualado pelo Portimonense, que no domingo recebe o Famalicão, enquanto o Gil Vicente segue no 12.º posto, com cinco pontos, depois de somar o quarto jogo sem vencer.

*Com Lusa

Ficha de Jogo

 

Jogo realizado no Estádio Cidade de Barcelos.

Gil Vicente – FC Porto, 0-2.

Ao intervalo, 0-2.

Marcadores:

0-1, Taremi, 41 minutos.

0-2, Galeno, 44.

Equipas:

Gil Vicente: Andrew, Hackman (Tomás Araújo, 46), Lucas Cunha, Rúben Fernandes, Adrián Marín, Vítor Carvalho (Matheus Bueno, 83), Aburjania (Pedro Tiba, 46), Fujimoto, Bilel (Danilo, 46), Boselli (Kevin, 46) e Fran Navarro.

(Suplentes: Brian, Kevin, Mizuki, Pedro Tiba, Henrique Gomes, Matheus Bueno, Tomás Araújo, Danilo e Élder Santana).

Treinador: Ivo Vieira.

FC Porto: Diogo Costa, Pepê (Gonçalo Borges, 82), Pepe, David Carmo, Wendel, Uribe, Eustáquio, Otávio (Namaso, 90), Galeno (João Mário, 82), Taremi (Veron, 75) e Toni Martinez (Evanilson, 75).

(Suplente: Cláudio Ramos, Marcano, Veron, Namaso, André Franco, João Mário, Bruno Costa, Evanilson e Gonçalo Borges

Treinador: Sérgio Conceição.

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Vítor Carvalho (71).

Assistência: 8.458 espetadores.

Sem comentários

deixar um comentário