03 Julho 2022, 20:58

Convento de Portalegre volta a receber feira de doçaria, a partir de sexta-feira

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Portalegre, 24 mar 2022 (Lusa) — A Feira de Doçaria Conventual e Tradicional de Portalegre regressa, a partir de sexta-feira e até domingo, aos claustros do Convento de Santa Clara, após dois anos de interregno, devido à pandemia de covid-19.


Promovida pela câmara municipal, a 20.ª edição da feira conta com a participação de 30 doceiros e de cinco produtores de licores oriundos de todo o país.


Conhecida em tempos como a “cidade dos sete conventos”, devido à sua tradição religiosa, Portalegre possui um vasto número de receitas de doces conventuais com origens remotas e que estão guardadas a ‘sete chaves’ pelas doceiras.


No evento, podem ser saboreados vários doces, como barrigas de freira, pães de rala, toucinhos-do-céu, fidalgos, ovos-moles ou castanhas de ovos.


Os rebuçados de ovos de Portalegre, amêndoas de Portalegre, pastéis de Belém e de Tentúgal, lampreia de amêndoa, fartes e queijinhos do céu são outros dos doces que ‘atraem’ os visitantes.


Além dos doces e licores, o programa inclui diversas iniciativas, como atuações, ao longo dos três dias, do Grupo de Música Tradicional Extremenha El Brezo, Escola de Música Adágio, Luís Capão, Escola de Artes do Norte Alentejano e do Grupo Pedrinhas de Arronches, indicou o município, em comunicado.


Uma demonstração de “Ladies Dance”, pela Escola Silvina Candeias e a animação “Fura Bolos”, por Sara Afonso e a Trupe Euterpe, são outros dos atrativos do certame.


No que diz respeito à animação infantil, está prevista realizar-se, diariamente, a “Hora do Conto”, iniciativa da responsabilidade da Biblioteca Municipal de Portalegre, bem como visitas dramatizadas ao convento, por Fátima Reis.


Os visitantes vão poder ainda apreciar as exposições “Pratos de Sobrepasto”, da coleção da Casa-Museu José Régio, e dos cartazes das feiras anteriores.


Na Casa-Museu José Régio e no Museu Municipal de Portalegre, estão igualmente programadas atividades que podem complementar a visita à feira, como a mostra “Loiça de Sacavém na memória da vida portuguesa”, no sábado, pelas 18:00.


A programação integra ainda concursos subordinados a vários temas, como “O Melhor Doce Conventual”, “O Melhor Licor Tradicional” e, como novidade este ano, o “Concurso da Boleima”, um bolo típico da região.


Paralelamente à feira, vai também decorrer a Quinzena Gastronómica dos Doces Conventuais, iniciativa que arranca no sábado e decorrerá até ao dia 03 de abril, em 19 restaurantes aderentes do concelho.


A inauguração da Feira de Doçaria Conventual e Tradicional de Portalegre está marcada para as 18:00 de sexta-feira, com a entrada diária a custar um euro.



HYT // RRL


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário