05 Julho 2022, 17:53

Costa Silva admite imposto sobre lucros inesperados das empresas

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 08 abr 2022 (Lusa) — O Governo admite considerar um imposto sobre os lucros extraordinários das empresas devido aos aumentos dos preços, disse hoje o ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva.


“Em primeiro lugar, não podemos hostilizar as empresas, mas o que vamos fazer é falar com elas e provavelmente considerar um imposto, um ‘windfall tax’ [taxa de imposto sobre lucros que resultam de ganhos inesperados de empresas ou setores específicos], para os lucros aleatórios e inesperados que estão a ter”, disse António Costa Silva, durante o debate sobre o programa do XXIII Governo Constitucional, que decorre na Assembleia da República.


O ministro da Economia e do Mar respondia às questões de Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, sobre se o Governo iria agir relativamente às margens das empresas de energia e das “empresas de retalho que estão a aumentar os preços”.


“Estamos a acompanhar [os preços da energia] evidentemente com muita preocupação. Já passámos por muitas outras crises como a dos anos 70. Temos aqui quase uma reprodução dessa crise com tudo o que ela tem de impacto na vida das pessoas”, afirmou.



AAT // JNM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário