16 Agosto 2022, 21:58

Covid-19: Açores com oito casos e dez recuperações

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ponta Delgada, Açores, 12 set (Lusa) — Os Açores registaram, nas últimas 24 horas, oito casos de covid-19, todos em São Miguel, a par de 10 recuperações e dois casos de internamentos, na sequência de 399 análises realizadas em laboratórios de referência.


De acordo com o boletim diário, um dos casos é referente a um viajante, residente, com resultado positivo à chegada, resultando os restantes de transmissão comunitária.


Há dois doentes internados no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, e nenhum se encontra em Unidade de Cuidados Intensivos, estando ativas seis cadeias de transmissão local primária, sendo três na Terceira, uma no Pico, uma partilhada entre o Pico e a Terceira e uma no Faial.


Foram extintas 240 cadeias, estão em vigilância ativa 207 pessoas, tendo sido registadas 10 recuperações, registando os Açores 107 casos: 70 em São Miguel, 20 no Pico, 14 na Terceira e três no Faial.


Desde o início da pandemia, foram diagnosticados nos Açores 8.802 casos de covid-19, tendo recuperado da doença 8.480 pessoas.


Faleceram 42 pessoas, saíram do arquipélago 94 e 79 apresentaram prova de cura anterior.


Desde 31 de dezembro de 2020 e até 6 de setembro, foram vacinadas nos Açores 170.146 pessoas com a primeira dose (71,9 por cento) e 177.122 com vacinação completa (74,8 por cento), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.


As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados em relação à pandemia, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde.


A covid-19 provocou pelo menos 4.622.410 mortes em todo o mundo, entre mais de 224,2 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.


Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.853 pessoas e foram contabilizados 1.054.673 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.



JME // MAG


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário