21 Outubro 2021, 03:52

Covid-19: Açores vão ter testes gratuitos em farmácias e rastreios laborais aleatórios

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ponta Delgada, Açores, 06 mai 2021 (Lusa) — Os Açores vão passar a disponibilizar testes rápidos gratuitos para o despiste da covid-19 nas farmácias, testes de saliva para a testagem massiva aos alunos e rastreios laborais aleatórios, anunciou hoje o secretário regional da Saúde.


Em conferência de imprensa realizada hoje, em Ponta Delgada, o responsável pela tutela, Clélio Meneses, adiantou que a região vai passar a ter “testes rápidos voluntários nas farmácias”.


O governante deu nota de um “protocolo, que já está acordado, com a Associação Nacional de Farmácias, para que os açorianos que o queiram, possam, num período de 15 dias, ser testados voluntariamente e de forma gratuita”.


Os custos são suportados pela região, “quer nos testes, quer no pagamento do respetivo serviço”, esclareceu.


Foi ainda anunciado que o executivo está em “processo de aquisição de testes de saliva para testar de forma massiva os alunos das escolas” dos Açores.


É também intenção do Governo iniciar um “processo de testagem em meio laboral de forma aleatória”.


Com esta iniciativa, pretende-se testar “cerca de 30% do meio laboral, para que, através deste rastreio, nas empresas, nas escolas e voluntariamente, se consiga garantir o controlo da pandemia”.


Clélio Meneses deixou ainda um “apelo às forças de segurança para fiscalizarem o cumprimento destas normas” e estendeu o pedido de colaboração a toda a população.


“Mais do que sentirmos que estamos uns a pagar pelos outros, temos de sentir que estamos uns a proteger os outros”, afirmou o secretário regional.


À data de hoje, o arquipélago conta com 174 casos positivos ativos, sendo 165 em São Miguel, seis nas Flores, dois em Santa Maria e um na Terceira.


Desde o início da pandemia foram diagnosticados 4.981 casos positivos de covid-19 nos Açores, tendo recuperado da doença 4.654 pessoas. Morreram 31 pessoas, saíram do arquipélago 79 e 43 apresentaram prova de cura anterior.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.244.598 mortos no mundo, resultantes de mais de 155,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Em Portugal, morreram 16.988 pessoas dos 838.475 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



ILYD // MLS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário