26 Janeiro 2022, 22:58

Covid-19: África regista 8,6 milhões de casos desde inicio da pandemia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Adis Abeba, 26 nov 2021 (Lusa) – O continente africano registou durante a última semana mais 52.049 casos de Covid-19, elevando o total para 8.621.713 desde o início da pandemia, de acordo com os dados oficiais hoje divulgados.


Desde quinta-feira, dia 18 de novembro, até hoje, foram registadas mais 52.049 infeções, o que fez elevar o número de óbitos para 222.513, o que equivale a um aumento de 1.272 mortes face às 221.241 mortes registadas na semana passada.


As recuperações registadas pelos números oficiais mostram um acréscimo de 76.189, o que eleva o número total de recuperados para 8.073.609 desde o início da pandemia.


De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), a África Austral é a região mais afetada do continente, com 3.967.201 casos e 112.016 óbitos associados à covid-19, o que representa um aumento de 27.045 casos e 281 óbitos durante a última semana.


O Norte de África, que sucede à África Austral nos números mais elevados da covid-19 em África, atingiu 2.641.278 infetados e 72.644 mortes associadas à doença, o que representa um aumento de 15.289 contágios e 651 mortes.


A África Oriental contabiliza 1.068.762 infeções e 23.570 mortos, ou seja, mais 6.742 contágios e 231 mortos face aos números da semana passada.


A África Ocidental, por seu turno, registou 668.848 casos de infeção e 10.220 mortes, o que representa um aumento de 1546 contágios e 35 mortes.


A África Central é a que tem menos casos de infeção e de mortes, 275.624 e 4.043, respetivamente, representando uma subida de 1.697 casos e 54 óbitos.


Em relação aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), Moçambique contabiliza 1.940 mortes associadas à doença e 151.512 infetados acumulados desde o início da pandemia, o que revela um aumento de 46 infeções e quatro mortos.


Angola regista hoje 1.732 óbitos (mais três) e 65.105 casos (mais 137), enquanto Cabo Verde regista um total de 349 mortes e 38.347 infeções, ou seja, mais uma morte e 38 novos casos desde quinta-feira da semana passada.


A Guiné Equatorial mantém os 169 óbitos e regista 13.547 casos, mais 28 casos, enquanto a Guiné-Bissau mantém também os 146 mortos e apresenta mais seis novos casos, que elevam o total para 6.438 desde o início da pandemia.


São Tomé e Príncipe mantém os 56 óbitos e as 3.731 infeções, os mesmos números da semana passada.


A covid-19 provocou pelo menos 5.180.276 mortes em todo o mundo, entre mais de 259,46 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.


Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.393 pessoas e foram contabilizados 1.136.446 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.


A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.


Uma nova variante foi recentemente detetada na África do Sul e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o “elevado número de mutações” pode implicar maior infecciosidade.



MBA //RBF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário