02 Dezembro 2021, 18:30

Covid-19: Agências de viagens de Cabo Verde esperam 70% de vacinação para reerguer economia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 21 mai 2021 (Lusa) – As Agências de Viagens e Turismo de Cabo Verde esperam que o novo Governo cumpra a promessa de vacinar 70% da população contra a covid-19 ainda este ano para reerguer a economia do país, disse hoje fonte oficial.


“Que ponham a mão na massa e nos liderem nessa luta, cumprindo, sobretudo, o desígnio e promessa da vacinação para 70% da população para ainda este ano. Mais do que qualquer medida, o futuro imediato do país está pendente do sucesso dessa empreitada contra a covid-19”, alertou o presidente da Associação das Agências de Viagens e Turismo (AAVT) de Cabo Verde, Mário Sanches, a propósito da tomada de posse do novo Governo na quinta-feira.


Para o empresário, a vacinação é o “primeiro passo” para reerguer a economia cabo-verdiana, relançar o turismo, o motor da economia do país, que contribui com cerca de 25% do Produto Interno Bruto (PIB), mas que está praticamente parado desde o ano passado.


“A pandemia da covid-19 será sem dúvida o inimigo comum de todos os cabo-verdianos e não há tempo a perder contra esse adversário implacável que não vê a cor, a credo ou a status social”, prosseguiu.


O presidente da AAVT felicitou o Governo liderado por Ulisses Correia e Silva pela tomada de posse e manifestou disponibilidade para o “diálogo franco, aberto e responsável” visando a construção de pontes, com ganhos para todos.


Cabo Verde recebeu 24.000 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca em 12 de março e 5.850 da Pfizer dois dias depois, no âmbito do mecanismo Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa garantir uma vacinação equitativa contra o novo coronavírus.


Através do mecanismo Covax, Cabo Verde tem atribuídas mais 80.000 doses de vacinas da AstraZeneca.


Em 14 de maio, o país recebeu de Portugal uma doação de 24.000 doses de vacinas também da AstraZeneca e deverá receber este mês 31.200 doses pelo mecanismo Covax e espera 300.000 doses fornecidas pela China, disse hoje à Lusa o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.


O país traçou como meta vacinar 70% da população elegível até final do ano, num plano que prioriza os profissionais de saúde, mas também pessoas com doenças crónicas, idosos, professores, profissionais das fronteiras, polícias, militares e bombeiros.


O país pretende igualmente imunizar cerca de 10 mil profissionais hoteleiros e ligados ao setor turismo, numa primeira fase, para proteger os turistas que visitam o arquipélago.


Cabo Verde chegou na quinta-feira a um acumulado de 28.898 casos positivos desde o início da pandemia no país, em 19 de março de 2020, dos quais resultaram em 253 óbitos, 26.116 casos recuperados e há ainda a contabilizar 2.512 casos ativos.


Até 10 de maio, já tinham sido imunizadas quase 19 mil pessoas com pelo menos uma dose de vacina contra o novo coronavírus.



RIPE // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário