19 Agosto 2022, 02:07

Covid-19: Alemanha vai generalizar os testes gratuitos e “testes caseiros” a um euro

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Berlim, Alemanha, 16 fev 2017 (lusa) – A Alemanha vai generalizar os testes gratuitos de covid-19 e disponibilizar “testes caseiros” a um euro, anunciou hoje o ministro da Saúde, Jens Spahn, segundo noticia a AFP.


“A partir de 01 de março, todos os cidadãos poderão ser testados gratuitamente por pessoal formado em testes antigénicos rápidos. Há um número suficientes de testes disponíveis no mercado”, anunciou o ministro na rede social Twitter.


“As autarquias podem pedir aos seus centros de Saúde ou farmácias que ofereçam estes testes”, escreveu o ministro.


Segundo a AFP, o custo dos testes vai ser suportado pelo Governo federal.


Os “testes caseiros vão, escreveu ainda Spahn, “ficar também disponíveis para todos após aprovação” pelo Instituto Federal de Medicamentos e Dispositivos Médicos.


“Estes testes podem contribuir para a segurança da vida quotidiana, especialmente nas escolas e centros de dia”, disse, acrescentando que o seu ministério estava “a negociar com vários fabricantes”.


De acordo com vários meios de comunicação alemães, aponta a AFP, “está a ser estudada uma campanha de contribuição com um euro em troca de um teste”.


No entanto, os testes antigénicos não são considerados tão fiáveis como os testes PCR.


Na Alemanha, o Instituto Robert Koch de Vigilância Epidemiológica defende, assim, a validação de um teste antigénico positivo através de um teste PCR.


A Alemanha registou nas últimas 24 horas 3.856 novas infeções por coronavírus e 528 mortes, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI) de virologia.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.408.243 mortos no mundo, resultantes de mais de 109 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



JCR // JLG



Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário