30 Novembro 2021, 04:02

Covid-19: Autoridades timorenses anunciam oito novos casos para um total de 104

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Díli, 17 mar 2021 (Lusa) — As autoridades timorenses anunciaram hoje oito novos casos de infeção por SARS-CoV-2 em Timor-Leste, e a recuperação de mais três pessoas, elevando para um total de 104 os casos ativos no país, novo máximo, anunciou um porta-voz.


Rui Araújo, coordenador da equipa para a Prevenção e Mitigação da covid-19 da Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) disse que se registaram seis casos em Díli, e ainda um novo caso em Baucau e outro no enclave de Oecusse-Ambeno, uma pessoa que estava em quarentena.


Desde 07 de março registaram-se 83 casos de infeção em Díli, com 24 focos da doença entre vários bairros e algumas instituições.


No caso de Díli registaram-se três casos de infeção adicionais na Aldeia 05 (Suco Fatuhada), um na aldeia de São Miguel (Suco Comoro) e mais dois na aldeia Avança (Suco Bairro Pité).


Desde o início de março as autoridades timorenses detetaram um total de 27 pessoas que entraram irregularmente nas fronteiras terrestres do país.


Além dos casos ativos em Díli, há atualmente sete casos registados em dois ‘clusters’ em Baucau, e dois casos em Viqueque.


O presidente da autoridade da Região Administrativa Especial de Oecusse-Ambeno (RAEOA), Arsénio Banco, disse à Lusa que o caso positivo é um cidadão que entrou legalmente, por motivos de trabalho, e estava em quarentena.


“É um trabalhador de uma empresa que tem aqui um projeto e que entrou com seis outros colegas e que estava há 13 dias em quarentena”, referiu.


Depois do teste com o resultado positivo, o paciente foi transferido para isolamento na região, tendo os seis colegas permanecido em quarentena onde vão ficar de novo duas semanas antes de novos testes serem realizados.


“É um caso detetado em quarentena. Não há qualquer pânico e o procedimento normal está a ser implementado”, referiu Bano.


Depois da deteção do caso na RAEOA, Rui Araújo apelou á população para que “evite viajar para a região para dar tempo à autoridade para tomar medidas necessárias para prevenir a transmissão local” no enclave.


 No município de Covalima, especialmente no posto administrativo de Fatumean que está sob cerca sanitária, Rui Araújo explicou que não foram detetados casos positivos na última semana, o que é um “bom sinal” de que os surtos na zona podem estar a ser controlados.


Rui Araújo disse à Lusa que no caso de Díli as equipas de vigilância epidemiológica continuam a procurar “identificar o maior número possível de casos positivos”, o que está a ser feito “primeiro pelo rastreio de contactos e segundo testes aleatórios à população de risco”, algo que “vai continuar a ser feito”.


Relativamente às necessidades adicionais da linha da frente, no quadro de medidas urgentes que o Governo está a preparar-se para aprovar, Rui Araújo disse que haverá “um anúncio em breve”.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.661.919 mortos no mundo, resultantes de mais de 122,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



ASP // SB 


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário