21 Outubro 2021, 03:10

Covid-19: Banco Nacional Ultramariano e casinos de Macau ‘pagam’ a funcionários para se vacinarem

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 31 mai 2021 (Lusa) — O Banco Nacional Ultramarino (BNU) inicia na terça-feira uma campanha de incentivo à vacinação dos funcionários, num momento em que os casinos de Macau prometeram dinheiro, dias de férias extra e sorteios para quem se vacinar.


“O BNU lança amanhã [terça-feira] um programa interno para incentivar os empregados do banco a tomarem a vacina covid-19 e prevê um conjunto variado de regalias para os que forem completamente vacinados com as duas doses até finais de setembro de 2021”, anunciou hoje a instituição do grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD), em comunicado.


Em Macau, apesar de o programa de vacinação estar prestes a completar quatro meses, menos de 10% da população recebeu as duas doses, com as autoridades a salientarem que não faltam vacinas, mas vontade dos residentes.


As autoridades já avisaram que, sem imunidade de grupo, as restrições nas fronteiras são para manter ou podem mesmo ser reforçadas, nomeadamente com a China continental.


“O objetivo é unir esforços com o Governo de Macau para criar uma imunidade de grupo no território e fazer da vacinação uma prioridade para todos os empregados do banco”, explicou o BNU, que vai avançar com um seminário sobre a covid-19 e a importância da vacinação.


O banco anunciou também que “todos os empregados que sejam vacinados com as duas doses da vacina até finais de setembro 2021 terão direito a dois dias extra de férias” e que “se for atingido um determinado número mínimo de empregados completamente vacinados, haverá lugar ainda a um sorteio de variados prémios (…) que custarão ao banco perto de um milhão de patacas [103 mil euros]”.


O Governo de Macau intensificou os apelos à vacinação e o BNU seguiu o exemplo dos casinos, com o setor privado da capital mundial do jogo a anunciar um conjunto alargado de regalias e milhões de patacas em benefícios.


Em pouco mais de uma semana, as operadoras de jogo Melco e MGM anunciaram campanhas de incentivo à vacinação, como forma de apoiar os esforços do Governo para se atingir a imunidade de grupo, justificaram.


A MGM ofereceu dias de férias extra e está a cooperar com a vacinação em massa, enquanto a Melco avançou mesmo com uma campanha ‘milionária para a qual destinou 16 milhões de patacas (1,64 milhões de euros) e que contempla a organização de seminários, pagar mil patacas (103 euros) a cada funcionário “plenamente vacinado” e promover ainda sorteios que podem valer seis prémios de um milhão de patacas (103 mil euros).


Macau detetou apenas 51 casos desde o início da pandemia, mas não registou qualquer surto local ou infetados entre os profissionais de saúde.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.535.376 mortos no mundo, resultantes de mais de 169,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).


Em Portugal, morreram 17.023 pessoas dos 848.658 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



JMC // EJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário