09 Setembro 2022, 20:05

Covid-19: Biden deixa Casa Branca pela primeira vez desde que foi infetado

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, deixou hoje a Casa Branca pela primeira vez desde que foi infetado com o coronavírus que provoca covid-19, em julho, e juntou-se à primeira-dama no seu estado natal de Delaware.

Joe Biden terminou, assim, o isolamento que durou mais do que o esperado, depois de, no sábado, ter testado negativo para o coronavírus.

Segundo a agência noticiosa Associated Press (AP), o médico da Casa Branca, Kevin O’Connor, tinha dito, na última atualização sobre o estado de saúde de Joe Biden, que continuaria “com muita cautela” e com “medidas rígidas de isolamento”, até um segundo teste negativo.

A Casa Branca ainda não esclareceu se o Presidente teve um segundo teste negativo para SARS-CoV-2.

“Sinto-me ótimo”, disse Biden, antes de embarcar no helicóptero Marine One, na Casa Branca.

Espera-se que Joe e Jill Biden passem o dia em Rehoboth Beach, um popular destino de férias nos EUA.

Joe Biden teve um teste positivo em 21 de julho e foi medicado com o antiviral Paxlovid, para diminuir a probabilidade de doenças graves causadas pelo vírus. De acordo com o médico da Casa Branca, os sinais vitais de Biden permaneceram normais durante todo o período de infeção, mas os seus sintomas incluíam corrimento nasal, tosse, dor de garganta e dores no corpo.

Depois de se isolar por vários dias, Biden testou negativo em 26 e 27 de julho, mas, devido a um caso raro de recuperação de covid-19, em 30 de julho, foi forçado a isolar-se novamente.

Os Presidente e a primeira-dama deverão visitar o Kentucky, na segunda-feira, para ver os danos causados pelas inundações dos últimos dias e encontros com as famílias afetadas.

Sem comentários

deixar um comentário