16 Agosto 2022, 18:12

Covid-19: Billabong Pipe Masters suspenso devido a casos no ‘staff’ da Liga Mundial de Surf

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Oahu, Estados Unidos, 12 dez 2020 (Lusa) — A Liga Mundial de Surf (WSL) suspendeu hoje o Billabong Pipe Masters, primeira prova do circuito mundial de 2021 em que participa o português Frederico Morais, na sequência de casos de covid-19 entre o seu ‘staff’.


“A WSL está empenhada em dar prioridade à segurança dos atletas, ‘staff’ e restante comunidade acima de tudo o resto, e está a trabalhar conjunta e transparentemente com o Departamento de Saúde do estado do Havai para determinar o caminho a seguir”, pode ler-se na conta daquele organismo na rede social Instagram.


Na publicação, a Liga Mundial de Surf informa que todos aqueles que tiveram um teste positivo para o novo coronavírus, incluindo o seu CEO, Erik Logan, estão em auto-isolamento até testarem negativo, estando os seus contactos próximos a serem já determinados.


“A WLS não crê que qualquer atleta tenha estado exposto [ao novo coronavírus] e irá continuar a executar os protocolos de segurança”, conclui.


O português Frederico Morais qualificou-se na quarta-feira para a terceira ronda do Billabong Pipe Masters, ao terminar em segundo o ‘heat’ inaugural da prova havaiana.


O surfista cascalense, que está de regresso ao circuito principal, conquistou 7,5 pontos (5 e 2,5), no terceiro ‘heat’ da prova, sendo apenas batido pelos 7,63 (6,33 e 1,30) do brasileiro Filipe Toledo, que também avançou na competição.


A WSL cancelou a edição de 2020 do circuito mundial (WCT), devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, e reorganizou a de 2021, iniciando-a com o Billabong Pipe Masters, que, tradicionalmente, encerra a competição.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.580.721 mortos resultantes de mais de 69,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.



AMG (JP) // AMG


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário