22 Maio 2022, 23:16

Covid-19: Cabo Verde com mais 24 casos ativos em uma semana e taxa de positividade de 1,6%

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 09 mai 2022 (Lusa) — Cabo Verde aumentou de 19 para 43 o total de casos ativos de covid-19 na última semana, período durante o qual registou uma taxa de positividade de 1,6%, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.


Conforme o boletim epidemiológico, nas últimas 24 horas as autoridades sanitárias analisaram 247 amostras e encontraram 10 novos casos positivos em todo o país, que dá uma taxa de positividade de 4%.


Desde domingo, seis pessoas recuperaram da doença, mas o país aumentou para 43 casos ativos, mais 24 do que há uma semana, quando tinha um total de 19.


Desde o início da pandemia, o país já registou um total de 56.075 casos positivos acumulados, dos quais 55.579 casos recuperados e 401 óbitos, sendo que a última morte foi há 11 semanas.


Nos últimos 14 dias – de 25 de abril a 8 de maio — o Ministério da Saúde informou que foi analisado um total de 3.812 amostras (média de 272 amostras analisadas por dia) e identificado um total de 62 casos novos.


A taxa de incidência acumulada a nível nacional, neste período, é de 11 por 100 mil habitantes, a taxa de transmissibilidade (Rt) é de 1,40 e a taxa de positividade foi, em média, 1,6%.


Em relação à vacinação, até 7 de maio, Cabo Verde utilizou 71.2949 (68,2%) doses de vacinas contra a covid-19.


Do número estimado de adultos, 318.816 (97,8%) já tomaram a 1.ª dose, 75.590 (84,6%) de adultos já foram completamente vacinados e um total de 70.935 (21,8%) já tomou a dose de reforço.


Em relação aos adolescentes, a mesma fonte avançou que um total de 45.893 (85,4%) já tomou a 1.ª dose e 38.058 (70,8%) já estão completamente vacinados.


Cabo Verde atingiu um recorde diário de cerca de 1.400 novos infetados com o novo coronavírus num único dia em janeiro, já com a nova variante Ómicron a circular no arquipélago, chegando então a registar mais de 7.000 casos ativos, mas a situação melhorou rapidamente a partir da segunda semana de janeiro.


O país voltou em 06 de março à situação de alerta, o menos grave de três níveis, mantendo atualmente um nível “mínimo” de restrições devido à pandemia de covid-19, deixando de ser obrigatório a utilização de máscara na via pública e já no final de abril também em espaços fechados.



RIPE // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário