21 Outubro 2021, 01:58

Covid-19: Cerca de 900 sobreviventes do Holocausto morreram com a doença em 2020

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Jerusalém, 27 jan 2021 (Lusa) — Cerca de 900 sobreviventes do Holocausto morreram o ano passado com covid-19 em Israel, divulgou o departamento central de estatística a propósito do Dia Internacional em Memória das Vítimas que se assinala hoje.


Em Israel vivem 179.600 sobreviventes do Holocausto, todos com mais de 75 anos, grupo que registou 5.300 casos do novo coronavírus em 2020.


As vítimas da covid-19 representam 5% dos 17.000 sobreviventes do Holocausto que morreram no ano passado em Israel, segundo uma organização que os representa.


Para assinalar o dia, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) vai pedir hoje aos governos de todo o mundo que se mobilizem em iniciativas para combater o negacionismo e o antissemitismo.


O apelo será feito numa cerimónia organizada pela ONU em parceria com a Associação Internacional de Recordação do Holocausto (IRHA, na sigla em inglês), que contará com a participação do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.


Segundo um comunicado da UNESCO, esta agência da ONU, o Congresso Judaico Mundial e a rede social Facebook têm colaborado para garantir que não se espalhada pelas redes sociais a negação, distorção e desinformação sobre o genocídio de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.


 


PAL (JSD) // FPA


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário