08 Dezembro 2021, 13:07

Covid-19: Detetado quinto surto em lares de Torres Vedras com 46 infetados no Ramalhal

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Torres Vedras, Lisboa, 20 jan 2021 (Lusa) – Um surto de covid-19 foi detetado no Lar Nossa Senhora d’Ajuda, no Ramalhal, em Torres Vedras, onde 46 pessoas estão infetadas, sendo este o quinto surto ativo em lares do concelho, informou o município.


Dos 46 infetados, 40 são utentes e seis são funcionários.


As autoridades de saúde efetuaram teste de diagnóstico da covid-19 a 63 utentes e 40 funcionários.


No concelho, estão ativos outros quatro surtos em lares.


O Lar de São José tem 142 casos ativos, e contabiliza sete mortos e quatro recuperados, segundo o mais recente boletim epidemiológico do concelho.


No Lar de Nossa Senhora do Carmo, na Ordasqueira, existem 95 infetados e um utente morreu.


Um surto com 50 infetados foi detetado no Lar Barro Sénior Residence, no Barro.


A Casa de Repouso Enseada da Harmonia, no Casal Barreirinha, regista também um surto com 40 infetados.


A Proteção Civil Municipal tem vindo a pedir voluntários para reforçar as brigadas de intervenção rápida (BIR) da Segurança Social, que são insuficientes para dar resposta aos lares do concelho, onde existem surtos de covid-19.


As BIR destacadas para o concelho são compostas por 20 elementos, mas não são suficientes para dar resposta às necessidades.


As tarefas passam sobretudo pela recolha de roupa suja e de resíduos, distribuição de refeições, e apoio no deitar e no levantar de utentes.


Desde o início da pandemia, Torres Vedras, no distrito de Lisboa, contabiliza 3.410 casos confirmados de covid-19, dos quais 1.020 estão ativos, 2.339 recuperaram e 51 morreram.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 2.041.289 mortos resultantes de mais de 95,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Em Portugal, morreram 9.246 pessoas dos 566.958 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



FCC // ROC



Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário