27 Janeiro 2022, 23:52

Covid-19: Dinamarca regista um novo recorde de contágios com 14.844 novos casos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Berlim, 26 dez 2021 (Lusa) — A Dinamarca registou hoje um novo recorde de infeções com o novo coronavírus com 14.844 novos casos nas últimas 24 horas, segundo informações do Statens Serum Institut (SSI), centro de referência dinamarquês para doenças infecciosas.


Desde que a variante Ómicron do vírus SARS-CoV-2 é a predominante neste país nórdico, com 5,8 milhões de habitantes, que o número de infeções disparou.


A 21 de dezembro, a Dinamarca tinha atingido um recorde com 13.558 infeções.


A incidência acumulada em sete dias, segundo o SSI, foi hoje com 1.304,2 casos por 100.000 habitantes, já o número de pacientes internados subiu para 579, longe do pico de 964 registados em janeiro deste ano.


“O fenómeno infeccioso é virulento neste momento. Mostra que a variante Ómicron é a dominante e é tão contagiosa que não podemos controlá-la”, disse Torben Mogensen, presidente da Associação de Medicina Pulmonar, em declarações ao jornal Politiken.


Porém, esclareceu Mogensen, o número de pacientes internados ainda pode ser gerido, não havendo necessidade de pensar num possível colapso do sistema de saúde o que, no seu entender, se deve ao alto índice de vacinação contra a covid-19.


Ao todo, 77,2% dos dinamarqueses receberam o esquema de vacinação completo, enquanto 42,4% já obtiveram a dose de reforço.


A 17 de dezembro, a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, anunciou o encerramento das atividades culturais e recreativas para o Natal e pediu para limitar os contactos para impedir a expansão da variante Ómicron.


SVF // HB


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário