23 Outubro 2021, 00:45

Covid-19: Espanha com 6.623 novos casos e 128 mortes nas últimas 24 horas

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Madrid, 06 abr 2021 (Lusa) — A Espanha registou 6.623 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.317.948 o total de infetados até agora no país, com os contágios a subir, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol.


Os serviços de saúde também contabilizaram desde segunda-feira 128 mortes atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 75.911.


O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha subiu de 163 (segunda-feira) para 165 (hoje), diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.


As regiões com os níveis mais elevados são as de Navarra (363), Madrid (288), País Basco (273) e Catalunha (204).


Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 1.126 pessoas com a doença (931 na segunda-feira), das quais 276 em Madrid, 236 na Catalunha e 199 na Andaluzia.


Por outro lado, subiu para 9.463 o número de hospitalizados com a covid-19 (8.944), o que corresponde a 8% das camas, das quais 1.990 pacientes em unidades de cuidados intensivos (1.925), 20% das camas desse serviço.


O primeiro-ministro espanhol antecipou hoje que, tendo em conta um cenário “prudente e conservador”, o ritmo de vacinação vai aumentar de modo a que, no final de agosto, 70% da população, 33 milhões de pessoas, esteja imunizada.


De acordo com os cálculos de Pedro Sánchez revelados em conferência de imprensa, cinco milhões de pessoas vão estar vacinados contra a covid-19 até 03 de maio, 10 milhões na primeira semana de junho e 15 milhões até ao dia 14 desse mês, para atingir 25 milhões de pessoas imunizadas até 19 de julho.


Espanha tem uma população total de cerca de 47 milhões de pessoas e durante o segundo trimestre do ano espera receber 38 milhões de doses da Pfizer, AstraZeneca, Moderna e Janssen, o que é 3,5 vezes mais do que as doses entregues pelas empresas farmacêuticas até março.


O Governo espanhol anunciou também que prolongou até 27 de abril as restrições em vigor aos voos provenientes do Brasil e da África do Sul, podendo apenas aterrar no país aviões com espanhóis ou residentes e também com passageiros em trânsito internacional.


Os ministérios da Saúde e dos Transportes espanhóis recordaram numa declaração que esta é a quinta extensão da decisão tomada inicialmente em 02 de fevereiro último, que estabeleceu medidas excecionais para limitar a propagação e o contágio da covid-19, através da limitação dos voos com estes dois países.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.862.002 mortos no mundo, resultantes de mais de 131,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Em Portugal, morreram 16.887 pessoas dos 824.368 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



FPB // ANP


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário